Símbolos celtas e seus significados pt-2

Continuando com a segunda e última parte sobre o significado dos símbolos celtas.

6. O NÓ DE DARA OU DARA KNOT

O nome Dara vem de “doire”, que é a palavra irlandesa para “carvalho”.
As árvores conectavam o mundo dos espíritos e os ancestrais, entidades vivas e portais para outros mundos.
A árvore mais sagrada de todas era O Carvalho.
As linhas entrelaçadas não têm começo nem fim. Isso é conhecido como o símbolo celta de força por causa da analogia de que todos nós temos nossas raízes, e esse símbolo surge das fontes e não tem fim.
O Carvalho simboliza poder e força, então o nó Dara é o melhor símbolo celta de força


7. O TREVO – THE SHAMROCK

O trevo era um símbolo importante para os antigos druidas irlandeses porque suas três folhas em forma de coração representam a tríade.
Como as três faces da deusa, as fases da lua e os três reinos da terra, céu e mar.


8. SERCH BYTHOL – O SÍMBOLO CELTA DO AMOR ETERNO

Este símbolo celta do amor eterno é formado por dois triskles.
Os triskeles, nós de três pontas, denotam os três aspectos de duas pessoas, corpo, mente e espírito. Os dois triskles, unidos, mostram um círculo, o círculo sem fim da eternidade.


9. AWEN

 

Embora hoje usada como símbolo dos neo-druidas, este símbolo foi encontrado em sítios arqueológicos celtas.
A palavra “Awen” significa inspiração ou essência na língua celta. Dizia-se que o Awen representava a harmonia dos opostos no universo.

Por exemplo, os dois raios externos representam a energia masculina e feminina, enquanto o raio do meio representa o equilíbrio entre eles.

Existem vários significados para o símbolo celta Awen.

Uma interpretação é que as principais linhas externas são simbólicas de homens e mulheres, enquanto a linha interna representa equilíbrio.


10. LABIRINTO CELTA

 

Labirinto celta tem muitos caminhos e remonta à pré-história. Em comparação, um labirinto clássico tem um caminho que serpenteia até um ponto central e depois volta para fora.

Como uma ferramenta de meditação ou oração, diz-se que se deve liberar fardos no caminho para o centro do padrão (símbolo da Mônada) e depois aceitar no caminho o que você mais precisa. Alguns desses padrões apareceram em igrejas antigas especificamente para esse propósito.

Ambos os emblemas têm ligações com os padrões de nossas vidas, incluindo os obstáculos enfrentados independentemente do nosso Caminho

Há inúmeros outros símbolos que se derivam dos nós celtas e espirais, mas creio que a base é essa. Além desses símbolos há o alfabeto Ogham, mas sobre ele falarei em outro post.
Até a próxima


GOSTOU DESSE CONTEÚDO? QUER VER MAIS SOBRE ISSO OU SOBRE UM ASSUNTO DE SUA ESCOLHA? SEJA UM APOIADOR DO PORTAL E VEJA AS VANTAGENS, CLIQUE NO LINK PARA SABER MAIS

VOCÊ TAMBÉM PODE APLAUDIR ESSA MATÉRIA FAZENDO UM PIX PARA: [email protected]

O que achou da postagem?
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0

Related Articles

Athame

O Athame é um punhal, tradicionalmente de cabo preto e dois gumes, usado na Wicca e em algumas linhas de bruxaria. O que achou da…

Responses

O seu endereço de e-mail não será publicado.