No universo todo temos duas energias que trabalha de forma conjunta, essas energias são: positivas e negativas. Podemos associar essas energias às cargas de uma bateria, não sendo uma melhor que outra, sendo sim, complementares e diferentes. Entre elas há uma relação de oposição. 

A polaridade negativa está ligada a preservação da Terra, da vida. Portanto, pessoas que tendem a está polaridade são mais conservadoras.

A polaridade positiva está ligada as mudanças, as novas maneiras de agir e de pensar. Pessoas que tendem a está polaridade estão sempre buscando novas maneiras de viver.

Para que a vida siga bem é necessário um equilíbrio entre essas polaridades. Este equilíbrio está associado ao plano coletivo, e ao plano individual. Por exemplo, uma pessoa com  muita energia positiva, tende a perder a noção da realidade e acabar por prejudicar as pessoas ao seu redor e até mesmo si própria. E as pessoas com energia negativa mais presente, tendem a ser pessimistas e inertes, e acabam por reclamar como “antigamente” era tudo melhor, que suas crenças e valores são melhores.

Portanto, os signos que tem polaridade positiva são os signos de fogo e ar .

E os signos que tem polaridade negativa são os signos de terra e água.

Qualidades:

Como tudo acontece de acordo com as quatro estações do ano, podemos dizer que os signos representam a base da vida através dos ciclos terrestres. Então, temos três qualidades, os signos podem ser cardinais, mutáveis e fixos.

Cardinal:

Áries, câncer, Libra e Capricórnio.

São os signos que iniciam as estações do ano, por isso dizemos que eles têm uma energia de início. São proativos, líderes natos e sabem como convencer.

Fixo:

Touro, leão, escorpião e aquário.

São signos estabilizadores, forte e focados. Sabem bem o que querem e sabem como alcançar seus objetivos.

Mutável:

Gêmeos, virgem, sagitário e peixes. 

São os signos que dispersam a energia, mesclando-a com a próxima estação. São adaptáveis e precisam de constante movimento.

Seguindo a analogia das estações do ano, podemos pensar, a estação se inicia, se estabiliza e se transforma na próxima estação. Entendendo o ciclo das estações fica mais fácil compreender os signos.

Obs: em cada característica temos um signo de cada elemento, isso auxilia na compreensão e também no equilíbrio universal, o qual falamos anteriormente.

Como podemos ver, as características se misturam e se repetem, criando os ciclos, chamamos isso de astrologia. 

Em um mapa astral é mais fácil de visualizar esses padrões energéticos, facilitando a compreensão do ser, do nosso Ser. Essas energias são tão intrínsecas que fica impossível modificá-las.  

 

Fonte:

Biografia: livro Papo Astral Autora Carol Vaz
As figuras foram retiradas desse livro.
E meu pequeno grimmorio de astrologia. Caroline Daniel.