IMPERIUM FORTUNA

Conjurando...

IMPERIUM FORTUNA

Fazer Pacto

DRUIDISMO - PETASUM CORVUS - WICCA - 26/01/2022

LANÇAR UM CÍRCULO – NÃO É UMA PERFORMANCE, É UM ATO MÁGICO

Imagine isso. É uma noite escura no meio da floresta. Há uma grande fogueira no centro de um grande grupo de pessoas. Uma sacerdotisa de cabelos compridos se destaca da multidão. Ela está carregando uma faca, o brilho da lâmina se perdendo nas dobras de sua saia escura. Ela para perto do fogo, apontando a lâmina para as chamas, como se chamasse o poder do fogo para o metal de seu athame. Então levanta a faca apontando a ponta na direção do Norte e desenha um pentagrama no ar. Movendo-se em um círculo no sentido horário ao redor do espaço, ela repete esse padrão mais três vezes, voltada para leste, sul, oeste. Todo o tempo ela fala as palavras de magia. Finalmente, a lâmina é mantida acima de sua cabeça, apontando para o céu. Em seguida, a lâmina é mergulhada na terra.

“O círculo está lançado, estamos entre os mundos, e o que acontece entre os mundos, muda todos os mundos. Assim seja.”

Eu já vi essa cena antes. Eu já fui a sacerdotisa nesta cena. É lindo de se ver e, por causa disso, pode parecer uma performance, mas é um ato mágico. O lançamento de um círculo precisa de alguns requisitos.

Por que lançamos?

Lançamos círculos por dois motivos.

O primeira é criar um recipiente para o ritual ou magia que estamos prestes a realizar. O recipiente conterá todo o poder e energia que queremos conjurar até que estejamos prontos para liberá-la.
A segunda é impedir a entrada de qualquer coisa indesejada. Feitiços, rituais e magia agem como uma luz na escuridão, chamando todos os tipos de “mariposas” para a energia que estamos construindo. Algumas entidades não são convidadas ou desejadas, e um círculo é uma barreira energética para mantê-las fora.

O ATO

Quando eu era nova na magia, antes de ser saxerdotisa, eu recitava os rituais palavra por palavra igual como estavam nos livros. Eu realmente não entendia o que deveria estar acontecendo energeticamente. Por causa disso, os círculos que criei eram performáticos. Não sentia nada acontecendo porque não sabia como deveria ser. Esse é um dos desafios de aprender apenas por meio da mídia escrita. Eu realmente não sei se esses círculos “funcionaram” ou não porque eu realmente não entendia o poder do que estava fazendo. É mais do que apenas percorrer o perímetro do seu espaço e recitar algo especial.

Ao lançar um círculo, você está fazendo magia energética usando seu corpo como um conduíte. Idealmente, você puxa a energia da terra ou de outra fonte e através de você. Então você empurra essa energia para fora e ao seu redor, criando uma barreira.

E SE EU NÃO VER / SENTIR / EXPERIMENTAR?

Muitos praticantes não “vêem” o círculo e talvez você nunca o veja com os olhos. Se você não sentir ou experimentar de alguma outra forma, tudo bem, pratique! Sentir a energia não é natural para todos. Algumas pessoas precisam trabalhar isso até que seja mais fácil discernir a mudança energética.
Idealmente (e eventualmente) você deve ter algum tipo de experiência com os limites de um círculo. Talvez você sinta uma diferença sutil no limite do espaço. Talvez você veja um brilho ou imprecisão na borda do círculo. Pode se manifestar em um milhão de formas grandes ou pequenas, mas algo deve mudar.
Não se sinta mal se isso não acontecer imediatamente. Tente de novo e de novo.

Chamar esse ato de lançamento de círculo é realmente um equívoco, porque você não está realmente fazendo um círculo, mas uma bolha em torno de você e do espaço ritual. Essa bolha só pode se estender ao seu redor, ou ao seu altar, ou um círculo de quase três metros, ou uma sala inteira, ou uma floresta inteira, você sabe, o espaço que você precisar. O círculo se estende ao seu redor e, em seguida, acima e abaixo de você. Como uma bola energética.

PERTURBAR O LIMITE

Há momentos em que a borda, ou limite, de um círculo é perturbada. Isso pode ser devido a alguém passando por ele, uma área fraca de um lançamento inadequado ou uma perturbação de uma força externa. Se você notar uma fraqueza ou abertura no círculo, depois de lançado, será necessário escorá-lo. Eu imagino isso como remendar um buraco. Você precisa preencher o buraco com energia e selar todas as áreas fracas. Voila! Está perfeito de novo.

DETALHES DE UM LANÇAMENTO DO CÍRCULO

As palavras faladas, as ferramentas usadas e as associações direcionais durante o lançamento de um círculo variam de tradição para tradição. Não existe apenas uma maneira de fazer isso. Se você não é afiliado a uma tradição específica, tem a oportunidade de tentar coisas diferentes, ler como outras pessoas fazem círculos e descobrir uma maneira que funciona para você e tem o maior impacto.
Quando ensino a formação de círculos em minhas aulas, geralmente sugiro que as pessoas ajam como se estivessem construindo um muro. Para quem é novo na ideia de trabalho energético, sentir o contorno de um círculo pode ser muito difícil. E se você pudesse sentir o limite, como seria a sensação? E se você pudesse ver, cheirar, sentir, ouvir, sentir a borda do círculo, como seria?
Isso não é fazer do círculo conjurado um jogo de faz de conta, mas sim uma maneira de derrubar algumas das barreiras para aqueles de nós que têm dificuldade em se conectar com o mágico, energético, sobrenatural e sutil. Novamente, sentir um círculo é um trabalho energético e temos que praticar para que isso se torne mais fácil. Continue.

PRÁTICA

Eu já disse isso muitas vezes, tudo isso é uma prática espiritual, não um ato perfeito. Não espere que tudo aconteça naturalmente ou facilmente. Não fique frustrado quando não funcionar. Tente novamente. Faça isso novamente. Continue. Você ficará feliz por ter feito isso e seus círculos ficarão mais fortes por isso.

Até a próxima


 

ORDO IMPERIUM FORTUNA É um portal de magia, ocultismo e esoterismo, trazendo material das antigas Atos Negros e Soturnas Escrituras, temos a responsabilidade de trazer apenas material de qualidade e real, desbanalizando essa arte tão sagrada.