IMPERIUM FORTUNA

Conjurando...

IMPERIUM FORTUNA

Fazer Pacto

PETASUM CORVUS - 25/07/2022

Debate sobre mitologia pagã pt-1

Olá queridos, aqui é a Tamara da Petasum Corvus. Já pararam para refletir no quanto é importante conhecer a mitologia por trás das vertentes pagãs? Conhecer a mitologia nos aproxima e ajuda a construir as crenças e práticas.

A importância da Mitologia e suas influências na atualidade

Muito tem sido escrito sobre o poder e a influência da mitologia. O mito é uma experiência profundamente mágica. Afirmo ‘experiência’ porque os mitos existem em todas as essências de nossa existência. Os mitos fornecem a estrutura, a base de como percebemos o mundo, de como interagimos uns com os outros. A mitologia nos ensina nossos conceitos de moralidade, de certo e errado.

Os mitos nos fornecem nosso senso de identidade individual, bem como nosso senso comunitário de identidade cultural. A mitologia também fornece a base da nossa linguagem, das imagens que as palavras trazem, dos significados. Ao fazê-lo, os mitos moldam a forma como pensamos. A maneira como ordenamos o mundo ao nosso redor. A mitologia define uma sociedade; culturalmente, espiritualmente, socialmente, até politicamente.

A mitologia é duradoura.

Considere Carl Jung, sua ideia do inconsciente universal e o significado simbólico compartilhado de uma cultura, uma sociedade, um povo – símbolos, ideias, arquétipos que são repetidos, compartilhados, transmitidos como parte da cultura. Um indivíduo aprende isso organicamente, assim como um indivíduo aprende a andar, falar e viver em sociedade. Um indivíduo está imerso nas manifestações simbólicas da mitologia dessa sociedade.

A natureza duradoura do mito, dos arquétipos encontrados no mito, pode ser exemplificada em dois distintos mitos modernos, o arquétipo do superman, o herói na perfeita essência, e Guerra nas Estrelas. Pode-se até argumentar que os antigos mitos pagãos têm mais influência inconsciente do que o cristianismo.

Vemos a ideia de Deus como o velho em um trono, cabelos compridos, barba, cercado por anjos alados. No entanto, nossa visão de um anjo se parece mais com a Valquíria alada da mitologia nórdica, enquanto a descrição bíblica é radicalmente diferente (4 faces, 8 querubins alados etc.) Culturalmente, visualizamos Deus em seu trono e as armadilhas de uma descrição inteiramente pagã . O símbolo favorito do cristianismo, Cristo na cruz, não era o símbolo que a nascente seita cristã favorecia. A divindade gaulesa/celta Esus (observe, Esus, Jesus, enquanto o nome bíblico era Yoshua) era o Enforcado, uma divindade sacrificada para o bem-estar do povo. O arquétipo mítico pagão tomou o lugar da palavra escrita. O cristianismo, uma religião ostensivamente baseada no judaísmo, transformou e adotou o simbolismo e os arquétipos míticos da cultura pagã da Europa, adotando os dias santos e celebrações das antigas religiões e abandonando os dias santos e celebrações da Bíblia. Este é outro caso de mito, tradição oral boca a boca e simbolismo ultrapassando a palavra escrita. O mito, os antigos arquétipos, símbolos e significados, essencialmente se preservaram apesar das tentativas de substituí-los. Os antigos deuses, de fato, prevaleceram.

continua na parte 2.


O DEBATE CONTINUA NO GRUPO DO WHATSAPP E NO DISCORD

GOSTOU DESSE CONTEÚDO? QUER VER MAIS SOBRE ISSO OU SOBRE UM ASSUNTO DE SUA ESCOLHA? SEJA UM APOIADOR DO PORTAL E VEJA AS VANTAGENS, CLIQUE NO LINK PARA SABER MAIS

VOCÊ TAMBÉM PODE APLAUDIR ESSA MATÉRIA FAZENDO UM PIX PARA: IMPERIUMFORTUNA@GMAIL.COM

ORDO IMPERIUM FORTUNA É um portal de magia, ocultismo e esoterismo, trazendo material das antigas Atos Negros e Soturnas Escrituras, temos a responsabilidade de trazer apenas material de qualidade e real, desbanalizando essa arte tão sagrada.