IMPERIUM FORTUNA

PETASUM CORVUS - 08/02/2023

Guia de Maldição parte 1

Olá pessoas, aqui é a Tamara da Petasum Corvus e esse mês vou falar sobre um assunto muito controverso nos grupos de ocultismo. Preparem-se porque você vai saber tudo sobre maldições.

Guia de Maldição

Este é, de longe, o tópico pelo qual mais me perguntam, tanto aqui nos grupos quanto por amigos / amigos-de-amigos que conhecem minha reputação e minha prática. Achei que já era hora de escrever meu conselho e minha experiência em um lugar coeso, e esperançosamente, ao fazê-lo, posso manter meus pensamentos em ordem.

Para começar, não sou wiccana, nem sigo a qualquer tipo de ordem neopagã, portanto não acredito na lei tríplice. Dito isso, eu pessoalmente não acredito que amaldiçoando os outros, eu serei amaldiçoada três vezes por isso. Acredito na ação e reação sem nenhum tipo de proporção.

Antes de começar a montar seus materiais e escrever seus encantamentos, a primeira coisa que aconselho é que você tenha certeza, sem dúvida, de que seu alvo merece tudo o que você planejou para eles. Para mim, eu mantenho uma mentalidade de punição de acordo com o crime. Alguém perseguindo seu amigo? Amaldiçoe-os para se sentirem observados e enervados. Alguém fofocando sobre você? Amaldiçoe-os para se exporem ou terem sua reputação arruinada. Isso, na minha opinião, mantém o campo de jogo igual e devolve exatamente o que o alvo deu em troca.

Se você tiver segundas intenções, ansiedade ou dúvida, eu não lhe aconselho maldição. Para mim, eu preciso de absoluta convicção em minhas ações para fazer com que minha maldição caia no alvo sem perder sua força e / ou voltar atrás em qualquer grau. Se você acredita que existe QUALQUER outra maneira de alcançar o objetivo desejado sem precisar amaldiçoar, eu tentaria primeiro esse caminho. Amaldiçoar pode ser um processo muito desgastante e possivelmente difícil, e é por isso que eu não acredito que isso deva ser considerado de ânimo leve. Coisas menores como azarações e feitiços de retorno podem se adequar melhor aos seus propósitos sem uma magia tão intensa, e você corre menos chances de ter uma maldição desagradável contra você a longo prazo.

Assim que tiver a certeza absoluta de que o seu alvo merece a sua maldição e que não deseja desistir, escolha o seu veneno. Você pode escrever sua própria maldição (o que eu sempre sugiro!) Ou encontrar uma escrita por outra pessoa em um livro ou online. Certifique-se de fazer as alterações necessárias para tornar a intenção mais específicas possíveis. Você não quer deixar espaço para erros em maldições.

Como acontece com qualquer tipo de magia em que o alvo é alguém diferente de você, nomes e figuras são incrivelmente úteis para levar sua maldição ao alvo designado. Ao configurar seu encantamento / condições / etc, seja exaustivo com seus detalhes. Especifique que apenas o alvo está sendo amaldiçoado, não a família inteira ou qualquer pessoa com o mesmo nome. (Sério. Eu vi um caso em que o alvo requisitado tinha um filho Jr. e temos que ter muito cuidado para ele ser atingido e não o filho.

Também seja específico em quanto tempo a maldição durará e se há alguma condição que deve ser cumprida pelo alvo para dissipá-la. Você não quer amaldiçoar alguém por toda a vida, não importa o quão horrível ela tenha sido ou o quanto merece. Isso acabará por drenar sua energia tanto magicamente quanto fisicamente, pois você estará preso ao que quer que seja que você faça até que a) expire, b) você a cancele ou c) os termos descritos na maldição sejam cumpridos.

continua na parte 2


O DEBATE CONTINUA NO GRUPO DO WHATSAPP E NO DISCORD

GOSTOU DESSE CONTEÚDO? QUER VER MAIS SOBRE ISSO OU SOBRE UM ASSUNTO DE SUA ESCOLHA? SEJA UM APOIADOR DO PORTAL E VEJA AS VANTAGENS, CLIQUE NO LINK PARA SABER MAIS

VOCÊ TAMBÉM PODE APLAUDIR ESSA MATÉRIA FAZENDO UM PIX PARA: IMPERIUMFORTUNA@GMAIL.COM

O que achou da postagem?
+1
2
+1
0
+1
2
+1
0
+1
0
+1
0