Fala galera, essa é mais uma re-postagem devido aos novos padrões que sites tem quem seguir, uma prática simples e interessante sobre 3ª visão, energia e portais para outros planos, aproveitem.

Primeira Parte:

Essas técnicas são para desenvolver a capacidade de detectar e se harmonizar com portais elementais e seus guardiões,

Preparação…

tenham certeza de que aprendendo bem essa parte o resto se fará claro aos vossos olhos, e os rituais fluirão dos próprios guardiões para vocês. Bem, creio que já ficou relaxando sob o sol, e ao olhar para o céu azul, enxergou milhões de pontinhos luminosos voando para cá e para lá. Esses pontinhos não são ilusão de ótica, mas sim é a energia que flui do Sol e penetram no campo áurico de toda a criação, alimentando os padrões energéticos de tudo e todos.

Se nunca reparou nesses pontos saia de casa num dia de sol, sente em algum lugar, e fique observando o céu com os olhos bem relaxados, não será necessária nenhuma concentração especial ou qualquer ritual. Você deve se acostumar a enxergar esses pontos faça isso por pelos menos uma semana e nesse tempo deve ficar bastante tempo somente observando-os, em seu trabalho contínuo. (lembrando que não é pra olhar diretamente para o sol. peloamordedeus)

Melhores dias

Verão que eles aparecem primeiro como pequenos pontos, depois passarão a enxergá-los como pequenas bolinhas luminosas, verão uns mais rápidos e outros mais lentos (possa ser até que um dia um Silfo apareça entre eles). Essa é a primeira etapa do treino. Pare de ler agora, e repasse essa primeira parte, não prossiga, aprenda a controlar sua ansiedade e sua curiosidade, se discipline. Treine por no mínimo uma semana e então prossiga.

Segunda Parte:

Considerando que você já observa os pontos com facilidade, você agora vai começar a observar a relação dessa energia com a criação. Para início, se deve ir a um local que tenha árvores, porém sentar-se um pouco longe delas, depois que começar a ver os pontos, direcione a sua visão para a região logo acima das árvores, sem perder o foco dos pontos (é de grande importância não perder o foco dos pontos). Então com um pouco de insistência, acostume os olhos, e um pouco de concentração, conseguirão ver uma parte da áurea das árvores, e verão que os pontos somem quando atingem essa áurea, e são desfeitos em pequenas nevoazinhas. Treinem bastante essa segunda parte por pelo menos duas semanas. E só passe para a terceira parte depois de ter concluído a segunda.

Terceira Parte:

Siga os mesmos passos descritos na segunda, somente com a diferença de que o local além de árvores deve ter pessoas (um parque ou jardim público). Quando os pontos se dissolverem como neblinas sobre as árvores, você deve olhar e procurar ver o mesmo processo nos humanos. Importante não chamar atenção sobre si, seja discreto, deve-se também observar os animais. Pode-se fazer essa técnica a dois.

Quarta Parte:

Quando estiver craque nessa terceira fase, então poderá passar para a quarta, que é começar a perceber a interação entre dois seres. Interação energética, logicamente deve-se haver uma grande concentração nesta fase. Comece olhando para sua mão contra o céu, veja os pontos sendo desfeitos nas áureas e depois observe as áureas dos dedos próximos interagirem, aproximar e afastar um dedo de cada mão ajuda. Você verá que as névoas estão ficando mais densas quando interage um ser com outro, e com treinamento perceberá que esse adensamento das duas áureas cria uma espécie de dinâmica naquela região. Comece a observar o mesmo entre árvores, pessoas, pedras, animais, etc. Treine bastante essa parte, pois lhe será muito útil durante os rituais.

Resultado:

Depois disso como última parte, podem-se detectar os portais naturais, já com olhos treinados você passará a andar atento a cada detalhe de seus caminhos, principalmente quando estiverem no meio do mato. Você passará a ficar sensível às variações de energia não só pelo sentimento, mas pelos olhos, e começará a notar a energia desses locais por onde anda, e a diferença dessa energia nos diferentes horários (Obs.: evidente que nessa parte, o sentir é mais importante indicador para os olhos, apenas ver as variações de energia, não terá muita valia, pois o sentir muitas vezes nos dão muito mais informações).

E depois comece a prestar atenção a locais naturais onde duas árvores nascem uma ao lado da outra formando um umbral, portal, ou formando figuras geométricas tipo triângulo, quadrado, enfim diversas figuras; formações de pedras nas mesmas disposições também são possíveis e comuns, comece a observar as mandalas naturais que o ambiente próximo aos portais favorecem. Ler alguma coisa sobre mandalas e mantras, pode ajudar nessa etapa. Descubra esses locais e comece a observá-los enérgica e materialmente, comece a senti-los. E não se espante quando perceber a interação da energia nesses locais cria uma dinâmica que muitas vezes formam espirais energéticos, ou formações como buraco negro (a cor negra não tem nada a ver com negativo), ou de outras cores. Dedique seu tempo para se familiarizar com esses locais, sua energia e formação. Sem preocupação em passar por eles, ou fazer qualquer outra coisa.

Deve saber quando um portal está aberto ou fechado, chegarão ao ponto de descobrirem locais onde possuam portais abertos por pessoas, ou seja não natural, mesmo que seja no meio da rua. O controle da respiração em todas as etapas ajuda bastante, e estar sem nenhuma substância alteradora da consciência no corpo também ajuda.