Estava eu aqui pensando com meus botões… normalmente em exorcismo tentamos formas agressivas de expansão energética para expulsar uma entidade, normalmente infectando-a com nossa intenção/energia ou simplesmente ocupando todo o espaço onde ela reside com nosso prana de forma que ela não mais “caiba” ali, é um método e tanto, sabemos que funciona (vide exorcismo do fogo), porém pensei, e se fizermos algo diferente.

Visualizando a entidade com alguns do meios que temos em mãos (espelho, projeção, bola de cristal) e tendo a sua impressão energética adquirida, por que não drenar a energia dela limitando seus atos? Sabemos que o vampirismo pode ser perigoso quando não é completamente dominado, nossa energia pode ser infectada com a que drenamos, e nesse caso obviamente a energia do obsessor seria danosa à pessoas, mas sabemos que podemos absorver energia de outrem e apenas descartá-la ou “transmutá-la” (obviamente dominando muito bem as técnicas), então por que não drenar o obsessor alvo e vê-lo definhar? Pensei nisso e fiz meu primeiro teste.

Prós: Realmente você interrompe o ciclo de atividade da entidade, normalmente elas gastam muita energia para seus feitos escrotos, uma drenagem bem feita baixa o nível energético da mesma e ela logo se torna incapaz de grandes atos, tendo que procurar imediatamente uma fonte energética para drenar, e dependendo do seu desempenho como ocultista pode-se frustrar o bixo bem rápido.

Prós: Você cria um vínculo com a entidade podendo manter a drenagem através de amuletos e selos, além de perceber toda a atividade da mesma.

Prós: A energia pode ser selada para outros fins.

Prós: Funciona rápido em casos de urgência.

Contras: A entidade percebe e encontra você.

Contras: É uma via de mão dupla, esteja preparado.

Contra: Você tem que drenar ela mais rápido que ela consegue drenar alguém ou algo.

Continuarei a fazer testes, mas gostaria da participação de vocês com observações e sugestões.