Um olho em Deus e outro no Demônio

Fala galera, mais uma vez me pego pensando no comportamento dos evocadores atualmente, e como falaremos de possessão na IMPERIUM me veio uma questão que pouco se fala, como alguns fazem evocação goetia mas não respeitam Deus?

Que rolé é esse, Hannow?

Cá estava eu entediado e pensei, vou dar uma relida no material que tenho sobre evocação goetia pra ver se me dá vontade de escrever algo pro portal e reparei em algo que pouco se fala, nas orações que são feitas durante o ritual de evocação, começando pelo Pseudomonarchia do Johan Weyer, percebemos que para controlar os espíritos (sim, ele não chama de daemon ou demônio, mas de espírito), é necessário evocar a proteção divina da santíssima trindade, e nem tenta pagar de última bolacha do pacote, é deixado bem claro que o JC tem que ser solicitado.

Essa é fácil, mudaram tudo

Realmente, sabemos que muitos textos declarados amaldiçoados foram adulterados para louvar ao JC ao invés de simplesmente DEUS ou qualquer outra coisa que houvesse lá, jamais saberemos, porém ainda temos todo o material gráfico como círculos, amuletos e etc… E neles, em boa parte, encontramos o sagrado nome de DEUS e até os nomes do arcanjos, ou seja, mesmo que tenhamos material modificado pela modinha do cristianismo, temos material mais antigo (boa parte judaico), que sempre apresenta a aproximação e evocação de DEUS para a realização de rituais com demônios, seja para controlar ou para banir.

E onde tá a sujeira?

Agora é onde entra o tapa na cara, percebemos a onda de pseudo ocultistas trevosos abraçadores de demônios que temos hoje em dia, temos uma goetia totalmente desfigurada onde os daemons se tornaram BFF do magista e chegou-se ao ponto de “criar” um sistema tão petulante que nem proteção utiliza, o qual nem vou citar o nome, cof cof, patchworking… Obviamente a facilidade e falta de obrigação ou esforço desses métodos atraiu um grande público, e com grande público tivemos muitas “obras” criadas pra atender a demanda, mas pensa comigo… Isso não tá com cara de que vai dar merda?

Adorar DEUS é CRINGE

Entramos então na metodologia tradicional de evocação de espíritos da goetia, a magia salomônica, sim aquela demorada, complicada e que normalmente cria traumas na cabeça do evocador que se arrisca demais, nesse método até onde encontrei seja no LEMEGETON, no Pseudomonarchia ou no Liber Salomonis, a presença de DEUS e de seus arcanjos é essencial para CONTROLAR o espírito evocado e depois bani-lo, ou seja, para a prática ad goetia “raiz” é necessário acreditar em DEUS.

Meu DEUS, seu DEUS

Aí entramos numa espécie de sinuca de bico maçônica, DEUS não é necessariamente religioso, temos deuses em tudo que é canto, até deus dos feijões nós temos, será que daria pra adorar esse ao invés de um DEUS judaico cristão? Acredito que essa seja a questão mais complicada e pessoal do ritual em si, você teria que ignorar muita, mas muita coisa pra poder adaptar um DEUS que não seja o tradicional para o sistema funcionar de forma segura, e obviamente citamos tanto os judeus porque boa parte desse material que temos hoje foi escrito e/ou traduzido por eles e estamos desse lado do planeta onde o DEUS barbudo e com anjinhos ao redor é o dominante.

Vou parando por aqui porque isso é só uma introdução do que falaremos mais na IMPERIUM, até amanhã, até a próxima e FORTUNA!


GOSTOU DESSE CONTEÚDO? QUER VER MAIS SOBRE ISSO OU SOBRE UM ASSUNTO DE SUA ESCOLHA? SEJA UM APOIADOR DO PORTAL E VEJA AS VANTAGENS, CLIQUE NO LINK PARA SABER MAIS

VOCÊ TAMBÉM PODE APLAUDIR ESSA MATÉRIA FAZENDO UM PIX PARA: [email protected]

O que achou da postagem?
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0

Related Articles

O Deus pornô

Continuando nossa evocação goetia baseada em transe sexual alcançado graças ao orgasmo mortal citado na goetia ilustrada de Crowley, agora vamos falar da criação do…

Responses

O seu endereço de e-mail não será publicado.