Eu nunca entedie a diferença de não estar como não viver.
E nem como não querer com o precisar.

Lembro de que passei com você,
e como fosse muitos espelhos,
com certezas que me iludem e incertezas que me guião.

Admito tenho medo do amanha,
afinal até o eterno pode ter um fim.

Ainda carrego seu cheiro comigo
com lembranças e sorrisos,

e nos momento errado as palavras certas

Me dizem:

 Ainda quero vc ao meu lado!

Lux
17/09/2014