Aposto que dificilmente você já ouviu falar essa palavra, e mais difícil ainda sabe do que se trata. Aos que sabem, estudaram direitinho os livros de Kardec, pois ele foi quem descreveu a Psicometria como qualidade mediúnica. Essa palavra também é usada na psicologia, porém o significado é outro.

A Psicometria é uma qualidade psíquica que traz a capacidade de leitura energética de objetos ao tocá-los. Dentro desta leitura energética é possível acessar memórias de seus proprietários ou ambiente em que permaneceram por um bom tempo.

“Oi? Objetos têm memória?”

Sim. Energética. Vamos à explicação desta memória para assim compreender a Psicometria. Tudo que compõe o universo é energia, a matéria é um aglomerado de átomos com a mesma “intenção” que por direcionamento mental se “moldam” no plano físico. Sabe lá na bíblia a parte em que Deus fez o corpinho de Adão moldando o barro e dando forma àquela ideia que ele teve de corpo humano? É uma concepção bem ao pé da letra, mas é mais ou menos assim que as coisas se formam no plano físico. É necessário uma mente criadora para que os átomos recebam a energia do que do mental foi projetada. Uma mesa de madeira… a madeira é a matéria prima, a mesa é o resultado de uma mente criadora que a imaginou e a fez com os devidos procedimentos, mas a idea de “mesa” se originou na mente. A mesa será sempre uma mesa para quem a conhece como mesa, e não um tronco de árvore. É a mente que determina que é uma mesa, logo, os átomos que compõem a mesa se comportarão como mesa e assim permanecerão de acordo com questões definidas pelas leis da química e da física. A deterioração da matéria está ligada à perda da energia de “intenção” do átomo que compõe tal corpo e vão se desprendendo.

Nossa, que curva que dei agora!

Agora que sabemos que a matéria é um aglomerado de átomos com energia da mesma “intenção”, entendemos assim que objetos têm campo vibracional também! E é aí que reside a tal memória! Um psicômetra ao tocar tal objeto se conecta com o campo energético do objeto e mentalmente faz a leitura do mesmo. Materiais de metal e madeira são os que mais conseguem manter informações energéticas de pessoas e ambientes, por isso não se deve ficar colocando anéis e cordões de estranhos e nem levar pra cada qualquer móvel usado, pois a energia impregnada em seu campo vibracional afeta as pessoas!

Um exemplo rápido de um trabalho de psicômetra é adentrar uma casa antiga onde um assassinato aconteceu. Ao tocar nos objetos (estou citando apenas objetos porque o texto é sobre leitura de objetos que é o que caracteriza a Psicometria) é possível que passe um filme em sua mente de tudo que aconteceu, ou até mesmo sentir o que as pessoas sentiram. A mesma coisa vale para pessoas desaparecidas! Ao segurar um objeto pessoal que o desaparecido costumava carregar consigo é possível se conectar com as sensações que ele está tendo e o que está vendo pelo fato do objeto já fazer parte dele praticamente e ser capaz dessa ponte energética como um radar!

Existe muito ainda a se explorar sobre a psicometria, pois ao meu ver é muito útil e precisa ser estimulada, mas por enquanto é só isso. Um intensivão de aulas de qualidades psíquicas seria melhor do que ir pra escolinha do Harry, não é mesmo?! Vamos trabalhar essa ideia…