Possessão e incorporação pt-6

Olá pessoas, eu sou a Delirium da Occulta Umbra, Atos Negros e Imperium Fortuna e hoje vamos dar continuidade na matéria sobre possessão e incorporação (ainda dentro do catolicismo, e confesso, agora é que tudo começa a ser divertido).

Dos critérios.

Os sinais de uma presença demoníaca, ainda que vistos como “teatrais”, fazem parte de uma série de critérios a serem fortemente observados para que assim, se possa concluir, se de fato há ou não evidência de possessão.

Entre tais critérios podemos citar aqui:

Espasmos, menções violentas dirigidas ao exorcista, dificuldade em pronunciar a oração (acompanhada de uma retórica regada a blasfêmias), aversão ao sagrado, fluência em idiomas desconhecidos pelo indivíduo, olhos que muitas vezes se reviram, distúrbios na respiração, tremores violentos, conhecimento a respeito de coisas ocultas ou desconhecidas pelo indivíduo. Vozes guturais, difonia ou polifonia (tons/escalas de som diversos emitidos de uma só vez), rigidez nos membros, paralisia, transe e, ao fim do ritual, amnésia.

Do necessário ao exorcista e ao processo.

São exigidas do sacerdote exorcista observação cautelosa e prudência, para que não ceda facilmente a crença de que tudo seja possessão, além de uma vida de santidade, com jejuns, confissões e orações. Aqui, o novo Ritual descreve com minúcia as etapas do exorcismo: aspersões com água benta, leitura de ladainhas e salmos, proclamação do Evangelho, imposição de mãos, renovação das promessas batismais, etc. Após isso, mostrando ao indivíduo uma cruz, o exorcista recita as fórmulas descritas no rito, com um aviso: “Não use a fórmula imperativa a não ser depois da fórmula deprecativa” (as preces pedindo intercessão divina) . Isso é, de fato, relevante: como esta é uma prece, e aquela uma conjuração, buscou-se evidenciar a proeminência espiritual do rito, em detrimento de suas históricas relações com a magia.

A Bíblia e os bichos.

A bíblia cita certas egrégoras ao longo de seu texto, mas o foco aqui são os bichos que vão vestir seu corpo. Também são citados antigos deuses que como já vimos, tiveram sua visão e função deturpados ao longo dos anos.

Temos os seguintes exemplos:

Legião em Marcos 5:9.

Satanás em Jó 1:6 e Mateus 4:10.

Diabo em Mateus 4:1.

Belzebu em Mateus 10:25.

Belial em Coríntios 6:15.

Abadom em Apocalipse 9:11.

Marduque em Jeremias 50:2.

Moloque em Levíticos 18:21.

Aserá em Reis 18:19

Uma observação: A Bíblia fala dos demônios como sendo anjos caídos que se rebelaram contra Deus (vide o evangelho de Judas 1:6).

O que eles escondem?!

A maioria aqui sabe bem que temos grandes grimórios escritos por membros do alto escalão (em sua época) da igreja católica, além da conexão do judaísmo a práticas ocultas (inclusive exorcismos).

Mas foi sim, graças a publicações sobre (vide Don Amorth citado no texto anterior), relatos de testemunhas e obras cinematográficas que tornaram o conhecimento sobre, mais acessível.

Ainda que a bíblia não cite de forma clara qual bicho vestiu seu corpo, encontramos fora dela vários relatos sobre o que ocorre, especialmente se pesquisarmos sobre relatos de padres exorcistas, alguns desses inclusive inspiraram obras do cinema como “O exorcista”, “O Ritual” e o “Exorcismo de Emily Rose” (sobre o último inclusive temos vídeos no youtube, creepy as fuck).


GOSTOU DESSE CONTEÚDO? QUER VER MAIS SOBRE ISSO OU SOBRE UM ASSUNTO DE SUA ESCOLHA? SEJA UM APOIADOR DO PORTAL E VEJA AS VANTAGENS, CLIQUE NO LINK PARA SABER MAIS

VOCÊ TAMBÉM PODE APLAUDIR ESSA MATÉRIA FAZENDO UM PIX PARA: [email protected]

O que achou da postagem?
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0

Related Articles

Responses

O seu endereço de e-mail não será publicado.