A Umbanda acredita que os Orixás não tiveram vida corpórea na terra; mas são a representação da energia, força oriunda da natureza, e é tal força que auxilia os seres humanos nas dificuldades do dia a dia. Na Umbanda, os orixás também não incorporam (diferentemente do Candomblé), o que se vê é a manifestação dos Falangeiros dos Orixás, que são os Guias ou Entidades que trabalham sob ordens de um determinado Orixá. Cada pessoa recebe a influência de um Orixá, que será seu protetor por toda a vida.

 

Quantos orixás existem?” e “Quais são os orixás da umbanda?”.

Basicamente, os principais Orixás são: Oxalá, Xangô, Iemanjá, Ogum e Oxossi. Além desses, apresentaremos o perfil e história de mais quatro: Oxum, Iansã, Omulú (Obaluaiê) e Nanã.

Existe ainda dentro da Umbanda, uma “organização” de espíritos ou entidades que trabalham sob as ordens dos orixás, e esses atuam como uma espécie de Líder. É conhecida como “as 7 linhas de Umbanda”, onde cada linha tem uma vibração, onde atuam na sustentação dos seres viventes neste plano material.

As 7 linhas de Umbanda são:

 

Linha Religiosa (Oxalá)

O Orixá desta linha é Oxalá, que é seguido por caboclos, povos do Oriente e Santos Católicos. Dentro do sincretismo religioso, ela é representada por Jesus Cristo.

É a primeira das 7 linhas da Umbanda, a que comanda as outras e funciona como o reflexo de Deus, o início, a fé e a religiosidade.

 

Linha do povo d’água (Iemanjá)

Sua líder é Iemanjá, que dentro do sincretismo religioso é representada por Nossa Senhora da Conceição. Atrás dela vem Orixás femininos, sereias, Iaras, ninfas, caboclas dos rios, etc.

Esta é a linha mais feminina, que trabalha com o poder do mar e da água salgada, responsável pela geração da vida (gestação).

 

Linha da Justiça (Xangô)

Liderada por Xangô e São Gerônio, esta linha coordena a lei kármica e tudo relacionado à justiça e à razão. É sincretizado como São Jerônimo, Santa Bárbara e São Miguel Arcanjo.

Este Orixá segue acompanhado por policiais, juristas, advogados, caboclos e pretos velhos.

 

Linha das Demandas (Ogum)

Ogum é seu líder, que no sincretismo é representado por São Jorge. São acompanhados por boiadeiros, militares, caboclos e baianos.

Esta é a divindade que protege os guerreiros, que nos ajuda com as aflições da fé e nas batalhas do dia a dia. Também estimula o equilíbrio e a ordem.

 

Linha dos Caboclos (Oxóssi)

Oxóssi e São Sebastião são os líderes desta linha, que atende na doutrina e na catequese. Também trabalha com o conhecimento.

São seguidos por caboclos, caboclas, índios e boiadeiros.

 

Linha das Crianças ( Iori)

Liderada por Iori, que dentro do sincretismo é representado por Cosme e Damião, é composta por crianças de todas as raças. São entidades altamente evoluídas que são conhecidas por suas vozes infantis e vivas.

 

Linha dos Pretos Velhos ou das Almas (Iorimá)

Iorimá e São Benedito são os líderes desta linha, que é composta pelos primeiros espíritos que foram mandados para combater o mal.

É composta por pretas e pretos velhos de todas as nações.