Um dos componentes essenciais a qualquer evocação. Rezam as lendas que era através do segredo deste triângulo que salomão comandava os espíritos a lhe obedecerem e fazerem a sua vontade. Bom,talvez Salomão conseguisse,mas atualmente sabemos que apenas isto não basta para COMANDAR os espírito,mas é um simbolo que o “aprisiona” durante a evocação,impedindo que ele retorne para seu plano de origem,e impedindo que ele expanda sua área de atuação (ou sua energia) para influenciar outros locais do templo.

Ele não é um instrumento opcional se você quer evocar um espírito. Pode ser desenhado no chão com uma pemba,traçado em papel e recortado,traçado com fita,enfim… o importante é que respeite as palavras,o círculo negro no centro e ocupe a posição correta em relação ao magista. Ele deve ser colocado a dois pés de distância com a ponta superior voltada para a direção cujo espírito (goético,elemental ou outro) deverá aparecer,de acordo com a energia elemental que o rege.

Os nomes no triângulo são:

-ANAPHAXETON: Muitas fontes citam esta palavra como significando “Grande Deus de toda hoste celestial”. Fontes mais confiáveis vão um pouco além.
A palavra pode ser uma corruptela do Grego bíblico ANAPHEXION,onde ANA = “através” e “PHEXION” = luz,clareza,tornar claro ou ANAPHENETON = “através da manifestação”. ANAPHAINETON poderia ser também a palavra original,dita por um grego a um latino,ocorrendo então troca de fonemas. A palavra poderia significar “acender fogo”.

-PRIMEUMATON: Segundo as fontes básicas,”Primeiro e Ultimo”. Segundo pesquisas: Corruptela de duas possíveis palavras,Primoimaiton ou Prinoimaiton. De raízes gregas,com “Oimaton” significando “Pensar” e “Primus” de raíz latina “primeiro”. O que leva ao real significado da palavra “Pelo primeiro pensamento” ou “antes de pensar”.

-TETRAGAMMATON: “τετραγράμματον”. Esta palavra foi a única cujas fontes bateram com as comumente encontradas. “O inefável nome de IHWH”. Em grego aparentemente IHWH era grafado como Tetragammaton.

-MICHAEL: Ao redor do círculo. É o anjo do fogo,o elemento da manifestação,e também Arcanjo guerreiro. Sua invocação pelo seu nome supostamente impediria ações violentas dos espíritos para fora do triângulo,contendo a energia. Ou por ser arcanjo do elemento da manifestação,ao combinar-se com os outros elementos,geraria o canal de comunicação com a entidade,abrindo as portas do templo para o astral.

Segundo alguns autores como Lon Millo Duquette,as inscrições no triângulo são totalmente de acordo com a crença do magista. Então,ele as alterou a seu bel-prazer,resultando em um triângulo totalmente voltado a Thelema,utilizando sua simbologia e filosofia. Resultando nisso:

Eu pessoalmente não aconselho a alterar sistemas mágikos antigos. Mas cada um é cada um e eu não me responsabilizo por falhas ou desastres. Há ainda alterações feitas pelos Satanistas Tradicionais,como Michael W. Ford em seu livro (recém lançado no brasil) “Goétia Luciferiana”:

Nele o nome do Arcanjo Miguel foi alterado pelo seu correspondente negativo,Azazel. Para este autor influente no satanismo,o nome de Azazel seria conivente com a crença dos Satanistas,que buscam contato com energias pesadas e negativas e aproximação com Lúcifer e Shaitan. Para ele,a simbologia do triângulo também muda,tornando-se um aspecto de Hécate,representando uma encruzilhada,a qual seria ponto de encontro de entidades. Apesar de para ele a Vontade do magista prender o espírito e não alguma força divina,eu estive pensando recentemente ao reler seu livro (que é brilhante em muitos aspectos) que ele não alterou o nome do Tetragrammaton. A força de IHWH portanto ainda estaria presente no ritual.

Para evocações mais simples ou de entidades menores ou evocadores experientes,um triângulo simples,sem palavras,apenas com a energia do magista já seria o suficiente. Em todos os casos o triângulo deve ser devidamente energizado antes de ser utilizado.