Eu sei que pode parecer um pouco clichê ditar o que um ocultista não deveria fazer, afinal já temos as “10 coisas que você deveria saber”, de lá já podemos tirar algumas dicas do que NÃO fazer, mas aqui vou tentar citar algumas barbaridades encontradas por ai e vou explicar o porque de NÃO fazê-las.

 

Tatuar símbolos místicos só porque são legais.

Essa é válida principalmente para médiuns e praticantes, ou seja, algumas pessoas totalmente alheias ao mundo mágico tatuam símbolos místicos e nada acontece com elas pois não existe conexão energética algum entre elas e o símbolo (mas é raro).

Não se deve tatuar símbolos mágicos alheios, mesmo que de proteção, tatuagens são difíceis de tirar e são carregas de impressão energética (devido ao orgulho e dor de sua criação) e você pode acreditar que tal símbolo seja o ideal pra você naquele momento porém o tempo passa e as pessoas mudam e com elas suas necessidades então aquele pentagrama invertido que você fez em homenagem à satã pode não ser mais tão útil agora que você está ficando bom em magia enoquiana.

Carregar diversas gemas em acessórios.

Gemas são pedras preciosas ou não lapidadas para enfeitar adereços como anéis, cordões e brincos. Todos lembramos da imagem do mago de chapéu pontudo e seus dedos cheios de anéis… não vou negar que é bem legal, mas não se deve sair carregando várias pedras por ai. Sabemos bem que muitas gemas tem propriedades específicas e que algumas inclusive anulam o efeito de outras, logo esses adereços tem que ser definidos de acordo com a situação.

Ornamentar o quarto de dormir com imagens místicas.

Dormir é essencial para todo ocultista, e eu digo dormir mesmo, sem projetar ou fazer qualquer outra coisa, é como uma espécie de momento de paz em que ele se desliga da frenética sequência de fatos do dia, logo o local escolhido para dormir não deve receber nenhum tipo de perturbação, Imagens de deuses/santos, espelhos o refletindo, símbolos místicos, invocações e etc se mal escolhidas podem transformar o sono do magista num verdadeiro inferno, a grosso modo imagine um cara que trabalhe em escritório e na hora de dormir deixe o celular ligado o computador e o aparelho de fax tudo no quarto, uma hora seu sono será incomodado por um instrumento de trabalho.

Sempre contar com o ocultismo.

Essa me lembra muito o Constantine, a maioria dos ocultistas ao conquistarem seus primeiros feitos mágicos acabam se empolgando e transferindo tudo o que podem para o mundo mágico, e isso é mais que errado.

Os dotes mágicos normalmente entram em cena quando tudo o mais deu errado, é o típico salto à beira do abismo então é sempre bom ter muitas opções antes de ter que apelar ao ocultismo.

Se gabar.

Só idiotas se gabam, e não precisa ser necessariamente no âmbito ocultista, ninguém gosta de quem fica se gabando. Isso além de atrair negatividade pra você ainda te torna um babaca e faz com que você realmente não saiba o seu nível de atuação, deixando-o assim vulnerável.

O ocultista pleno normalmente fica na sua e só conversa sobre esse assunto com outros ocultistas.

 

Em breve posto mais algumas coisas 🙂