O que é magia maléfica pt-2

Olá pessoas, aqui é a Tamara da Petasum Corvus e hoje vou falar sobre magia maléfica. e trago a segunda parte da matéria.

Trabalho maléfico e Ética:

A Bruxaria em geral não tem um padrão ou diretrizes definidas sobre o que é ético e o que não é. Muitas bruxas podem chegar a um consenso sobre o que acreditam ser ético com base na moral ou opiniões compartilhadas, mas, na realidade, é um jogo justo. Só porque eu acredito ou sigo uma coisa, não significa que você deva ou queira fazer.

É importante que você determine suas próprias diretrizes éticas antes de praticar magia maléfica. Digo isso porque é muito fácil, quando as coisas dão errado ou você está se sentindo magoado, apenas lançar magia contra o que ou quem você quiser, mas nem sempre é útil ou necessário. Ter diretrizes e cumpri-las é uma parte importante das práticas perniciosas (elas sempre podem mudar e evoluir, mas o mais importante é que você não as comprometa quando estiver emotivo). Aqui estão algumas diretrizes que sigo, sinta-se à vontade para usá-las se elas fazem sentido para você.

Nunca lance sem motivo – só gastarei meu tempo e energia com coisas que são realmente importantes para mim. Se a pessoa contra a qual estou lançando já é uma perda de espaço em minha vida, provavelmente também será uma perda de tempo.

Nunca lance emocionalmente – vou esperar várias semanas antes de decidir lançar contra alguém. Se o que eles fizeram é realmente ruim o suficiente para justificar minha energia e tempo, provavelmente é algo que ainda me deixará chateado semanas ou meses depois.

Nunca jogue contra alguém com quem você mora ou não pode cortar de sua vida – este é meio autoexplicativo, mas lançar contra alguém com quem você mora é uma má notícia. Você será afetado pelo seu próprio funcionamento e acabará tendo que revertê-lo.

Saiba como reverter o que lançou – as coisas sempre podem dar errado, portanto, certifique-se de ter um plano de backup e um bom feitiço de desfazer tudo em mãos.

Conheça a si mesmo – é importante refletir um pouco antes de lançar um feitiço. Pergunte a si mesmo como você pode ter contribuído para a situação. Está chateado ou está projetando traumas do passado em alguém? O que você teria feito se os papéis fossem invertidos? Perguntas como essas são difíceis de responder, mas ajudam a determinar se um feitiço é realmente garantido ou não.

Proteção do entorno – se você está lançando contra alguém que mora com crianças ou animais de estimação, você pode optar por fazer uma proteção trabalhando neles antes de realizar seu feitiço maléfico. A energia de um feitiço geralmente afeta outras pessoas ao redor do destinatário e crianças/animais não merecem ser afetados negativamente pelas ações de outra pessoa.


O DEBATE CONTINUA NO GRUPO DO WHATSAPP E NO DISCORD

GOSTOU DESSE CONTEÚDO? QUER VER MAIS SOBRE ISSO OU SOBRE UM ASSUNTO DE SUA ESCOLHA? SEJA UM APOIADOR DO PORTAL E VEJA AS VANTAGENS, CLIQUE NO LINK PARA SABER MAIS

VOCÊ TAMBÉM PODE APLAUDIR ESSA MATÉRIA FAZENDO UM PIX PARA: IMPERIUMFORTUNA@GMAIL.COM

O que achou da postagem?
+1
1
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0

Related Articles

Responses

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *