Provavelmente quem me acompanha no Facebook deve ter estranhado uma postagem que fiz um dia desses onde eu dizia “nos meus sonhos eu tenho medo de altura”… realmente foi algo que me deixou um pouco encucado.

Não porque eu acredite que ter medo de altura seja algo fora do comum, muito pelo contrário, medo de altura (ou medo de cair de alturas altas) é um instinto natural de qualquer ser e temer isso é até bem óbvio, porém ter fobia disso é realmente novo pra mim, sempre tive um bom controle sobre esse tipo de medo e acreditava estar ligado diretamente ao meu elemento (AR) senti uma sensação de liberdade ao estar em lugares altos e normalmente livres (sem segurança), porém nesse sonho foi diferente, eu senti REALMENTE o que é ter medo de altura, o simples ato de olhar pra baixo e ter noção da altura em que eu estava me fez querer colar no chão como se fosse uma pedra, e me faltavam forças até para levantar e sair de lá, e pasmem, eu estava num lugar seguro e sem muita chance de queda, só era alto mesmo.

Legal, ninguém quer saber dos meus sonhos, então vamos ao que interessa.

Onde entra o ocultismo nisso? A verdade é simples, ocultistas que trabalham constantemente com projeções astrais, mentais e sonhos lúcidos raramente sonham, e digo isso porque sempre existe o controle vindo do mesmo, ou seja, ele tem sonhos mas nesses quase nunca algo novo é revelado e quando o é tem alguma coisa acontecendo na vida mágica desse ocultista e obviamente nesse caso não era diferente.

Onde entra o medo nisso tudo?

O medo é talvez o pior sentimento que uma pessoa pode ter que encarar, você pode ser o cara mais machão do mundo mas se sentir medo vai chorar como uma menininha, o medo te torna vulnerável e fraco e obviamente seria a arma favorita de entidades astrais, se você aterroriza alguém ao ponto dela não perceber quem está causando isso você tem total controle sobre ela, essa é a verdade.

Conte-me mais sobre isso, Gigim…

Em alguns artigos eu citava ataques astrais mas nunca falei especificamente de algum tipo, o ataque de medo é um dos mais comuns que podem ocorrer, seja você ocultista ou não, e os efeitos podem ser devastadores, durando por horas, dias e em alguns casos gerando até traumas.

Quem nunca teve aquele sonho onde os cabelos começam a cair? Ou os dentes? Quem nunca sonhou que algo muito escroto acontecia na sua vida, como perder o emprego, uma pessoa querida ou até simplesmente perder a hora praquela prova que você não poderia faltar? Pois é, em muitos casos isso poderia ser interpretado simplesmente como reflexos de depressão, mas em alguns casos não passa de um ataque astral tentando afetar o seu psicológico, e isso obviamente vai desregular você, o que abre portas para sugestões maliciosas vindas de entidades semi-inteligentes do lado de lá.

Como me proteger disso?

Durante muito tempo eu praticamente me tornei um ocultista paranóico, cobria espelhos antes de dormir, pendurava correntes nas janelas, fazia banimento todas as noites, essas coisas, a pergunta que fica na cabeça é: Funcionava? Realmente, eu não tinha problema nenhum com pesadelos, mal estar, drenagem energética, absolutamente nada e com isso tinha um ambiente perfeito para descanso e concentração, porém isso demandava muito tempo e trabalho, além de assustar um pouco as visitas… Então essa é a questão, até que ponto devemos ir para nos proteger desse tipo corriqueiro de ataque astral?

Muitas pessoas diriam que basta rezar e ter fé que você tá 100% protegido, eu discordo pois conheço muitas pessoas que foram nessa e se fuderam, alguns diriam que o banimento seria o suficiente, durante muito tempo eu também pensei assim mas concluí que fazer o mesmo banimento todas as noites pode se tornar inválido com o tempo o que também abre brechas.

E ae Gigim, o que recomenda?

Você pode ser paranóico como eu fui, funciona que é uma beleza, mas é como matar baratas com tiro de .12, porém dessa experiência pude tirar algumas conclusões interessantes. Primeiramente você deve ficar atento aos sinais, entidade nenhuma se aproxima de você sem apresentar sinais de presença, mal cheiro, cadarço desamarrando, mal estar, arrepios, ansiedade, nervosismo, medo… são alguns exemplos disso, outra coisa importante é ter amuletos de proteção com você e no seu ambiente de descanso, lembrando que alguns devem ser energizados regularmente e outros não e por fim e não menos importante, você deve se policiar, perceba suas atitudes, irritabilidade, cansaço além do normal, mau humor, falta de asseio, preguiça e etc são sinais de proximidade do coisa ruim.

E o medo, Gigim, o medo!

Mas se tudo estiver perdido e você for preguiçoso demais pra se cuidar ou prefere coisas mais Hard sempre existe uma fórmula pra você, jovem insano…

Enfrente o MEDO

Obviamente ninguém consegue superar totalmente seus medos, é um mecanismo de sobrevivência e precisamos dele, porém podemos aprender a manipulá-lo para que seus efeitos sejam os mais racionais possíveis, esse é um pensamento aghori e vamos tentar aplicá-lo.

Enfrentar o medo é algo amplamente utilizado na psicologia/psiquiatria e etc, você senta e fla deles para alguém, assumir medos é o primeiro passo e você deve fazer isso, encontre alguma pessoa de confiança (nunca a namorada), de preferência alguém da sua ordem ou grupo de estudos e façam uma pequena seção psicológica, assuma seus medos e tente explicar o por quê deles existirem, isso pode ser bem reconfortante ou em alguns casos beeeeem ruim.

Agora que você já tem uma lista dos seus maiores medos é hora de aprender a conviver com eles, hora de começar a escrever, pegue um papel e uma caneta/lápis, e escreva sobre situações fictícias onde você terá que lidar com o seu medo, ou seja, se você tem medo de se afogar escreva um pequeno conto onde você se afoga e morre, depois escreve outro onde você sobrevive, e assim por diante, não guarde nenhum desses escritos queimando-os logo após lê-los.

Último passo e mais complicado, projeção mental, obviamente não indicaria a ninguém tentar passar físicamente pelos seus medos só pra superá-los então vamos fazer o mais próximo disso possível, vamos criar uma simulação virtual mental deles, algo ssimilar ao passo anterior, porém muito mais dolorido.

Se você não consegue fazer uma projeção mental pule essa etapa.

A projeção mental é uma espécie de simulador mental onde você controla não só seus pensamentos mas como seu corpo reage a isso, ou seja, se você criar uma projeção mental onde está num lugar extremamente frio o seu corpo deve captar ao menos 10% desse frio e dára umas tremidas ocasionais, quanto melhor você se torna em projeção mental maior será a intensidade da resposta do seu corpo, então cuidado.

Projetado você deverá gerar situações de medo, uma após a outra e o intuito aqui é realmente sentir medo então nada de se afogar dentro da piscina das crianças, vai ter que ser no meio do oceano mesmo. Lembando sempre que mecher com a mente nunca é 100% seguro, ao menor sinal de dano psicológico pare tudo o que está fazendo e vá comer um coelhinho de chocolate.(ba dum tssssssssss)

Bom, vou parar por aqui porque o tópico já tá bem grandinho, talvez eu continue a falar desse assunto em breve, afinal eu adoro botar medo nas pessoas…

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui