O diário de bebedeira de Salomão pt-2

Fala galera, eu sou Gigim da Tenebris Actus e hoje vamos continuar com a novela de Salomão e seus demônios, bora pra parte 2

A busca pelo verme sagrado

Salomão então sabendo que apenas demônios poderiam lhe dar  informação da localização do tal inseto mágico, esse que assustadoramente existe no mundo real, ouviu o conselho de seus sábios, que pelo visto tavam querendo aplicar o golpe, e foi em busca de demônios pra encontrar o que procurava.

Onde tá o baiano?

Utilizando dos recursos que o papai do céu tinha dado à ele Salomas, utilizou de seu anel mágico e de sua corrente com os 72 nomes de Deus e conseguiu pegar ao menos 2 BIXOs que eram do “movimento”, porém eles eram apenas peões, mas eram letrados no marketing demoníaco e depois de muito tempo de trabalho escravo e torturas ouvindo pagode evangélico eles acabaram soltando a informação que o Salomas queria, se eles não sabiam onde o tal inseto existia, quem sabia?

“Na hora do sapeca-ia-ia o demônio gritou. Não precisa me bater, que eu dou de bandeja tudo pro senhor. Olha aí eu conheço aquele verme, chefia e também sei quem te leva lá”

Silva, Bezerra

Entregaram o cachorro grande

Foi quando os demônios subalternos entregaram à Salomas que o único que saberia a localização do tal verme para a contrução do templo, que seria conhecido como o maior templo de todos até hoje, era não um demônio, mas o FUCKIN REI dos demônios Asmodeu, só que em batalha entre reis o bicho pega, então Salomas consultou seus sábios (os quais eu não levo fé) e também seu estrategista de guerra, e imbuiu à ele a missão de trazer o Asmodeu para que rolasse um bate papo amigável para que ele entregasse a localização do pacote.

Me tragam a cabeça… e o rabo

Então Salomas chama o seu campeão, Benaiah e lhe incumbe da missão de trazer o Asmodeu nem que fosse na base da porrada, porém Benaiah era um cara astuto e pensou “é mais fácil trazer o cara se ele estiver doidão”, levando isso em conta Benaiah zerou toda a água dos reservatórios e trocou por vinho, e ficou ali de bituca esperando Asmodeu chegar do serviço, quando o capetão chegou depois de um longo dia de trabalho, trânsito e busão lotado, estava tão cheio de sede que bebeu feito um cavalo, e acabou ficando alegrinho e PLUFT, apagou. Benaiha usa a corrente que Salomão lhe deu com os 72 nomes de Deus e prende Ashmaday.

Hora do rosto-a-rosto

É nesse momento que rola finalmente o lance que a galera da goetia luciferiana gosta tanto, bater papo com BIXOs, Asmodeu preso e acorrentado, Salompas depois de 2 dias cozinhando o coitado e verificando se ele realmente tinha algo a oferecer foi bater um papo com o cara, eles falaram sobre o poder que demônios tem de analisar situações de forma fria e calculista, de ver o futuro e de encontrar tesouros escondidos, e foi nesse papo que o Salomas percebeu que “o bixo era brabo”

E onde estava o carregamento?

Pois é, Asmodeu deu a planta pro Saloma, explicou como ele poderia fazer sua criação de minhocas mágicas, deu passo a passo de tudo que ele tinha que realizar pra conseguir o SHAMIR. Salomas agradeceu e o Asmodeu mandou um “bom agora você me deixa ir né?”, Cês já imaginam que merda deu… Salomão manteve Asmodeu preso lá por mais 6 anos, que foi o tempo que demorou pra construir o templo, e depois disso… Ah isso VAI DAR UMA MERDA.

Vou terminando por aqui pra não ficar longo, finalizamos esse conto na parte 3


O DEBATE CONTINUA NO GRUPO DO WHATSAPP E NO DISCORD

GOSTOU DESSE CONTEÚDO? QUER VER MAIS SOBRE ISSO OU SOBRE UM ASSUNTO DE SUA ESCOLHA? SEJA UM APOIADOR DO PORTAL E VEJA AS VANTAGENS, CLIQUE NO LINK PARA SABER MAIS

VOCÊ TAMBÉM PODE APLAUDIR ESSA MATÉRIA FAZENDO UM PIX PARA: [email protected]

O que achou da postagem?
+1
0
+1
0
+1
1
+1
0
+1
0
+1
0

Related Articles

Responses

O seu endereço de e-mail não será publicado.