Fé, fundamento de toda magia pt-3

Terceira parte concluindo o tema sobre fé e os fundamentos da magia

Agrippa segue expondo a divisão das filosofias de sua epóca como filosofia natural, que ao que nos deixa entender trata-se do que hoje entendemos como a quimica, fisica e biologia , filosofia matemática, que nos dá a entender tratar não apenas das quantificações e operações matematicas mas tambem astronomicas, e filosofia teológica, na qual abordaremos com mais profundidade mais a frente.

 

” Assim quem desejar se primar nessa faculdade , se nao for versado em Filosofia Natural, pela qual se descobre a qualidade das coisas ena qual se encontram as propriedades ocultas de todo ser, e se não for versado em matemática e nos aspectos e cifras das estrelas, sobre as quais depende a sublime virtude e a propriedade de tudo; e se não for versado em Teologia na qual se manifestam todas as substancias imateriais que dispensam e ministram todas as coisas, não será capaz de entender a racionalidade da Magia. Ois nenhuma obra é feita por mera magia,tampouco é meramente mágica, sem abranger essas três faculdades”

Tres Livros de Filosofia Oculta,Henrique Cornelio Agrippa de Nettesheim, Editora Madras, 2012

 

Ainda nesse sentido para fins de compreendermos nossa visão sobre o tema, se faz necessário dar a devida enfase a definição de Filosofia Teologica de Agrippa :

 

“Ora A filosofia teologica, ou divindade, ensina o que é Deus, o que é a mente, uma inteligencia, um anjo, um demonio, uma alma, a religião, o que são as sagradas instituições, os ritos, templos, observações e santos misterios: ela nos instrui tambem a cerca da fé, dos milagres, das virtudes das palavras e  numeros, as operações secretas e os misterios dos selos, e ,como dizia Apuleio, ensina a compreender  devidamente e nos habilitarmos nas leis cerimoniais, na equidade das coisas sagradas e nas regras das religiões. Mas deixe-me voltar a essas três principais faculdades que a Magia abrange, une e opera. Não é atoa, portanto, que os antigos a estimavam como a mais sagrada e nobre filosofia”

Tres Livros de Filosofia Oculta,Henrique Cornelio Agrippa de Nettesheim, Editora Madras, 2012

 

Agrippa parece nos conduzir ao entendimento que a teologia era a alma das outras filosofias, pois que enquantao a ciencia matematica ensina a quantificar, medir ( funções fundamentais para o uso da filosofia natural) bem como, conceber o movimento dos corpos celestiais, a teologia nos instrui sobre a vitude dos numeros, o significado e virtude da movimentação dos corpos celestiais. Ou seja, a teologia ensinava a aplicação magica de todas as ciencias inclusive das materias que a propria teologia ensina.

 

No Terceiro dos tres livros, Agripa aborda as questões primordiais para aquele que deseja ser um verdadeiro mago, como o a necessidade, poder e beneficio da religião; do conhecimento de Deus; sobre comportamentos e praticas purificativas como jejum,castidade,solidão,tranquilidade, ascensão da mente; adorações e votos, enfim, é uma obra que todo aquele que pretende se enveredar pelo caminho do ocultismo deve conhecer bem, e que corrobora para o tema deste artigo sobre a fé ser o fundamento da magia, e Agrippa nos leva tambem a essa consideração quando aborda todo um livro ( o terceiro, sobre a filosofia da teologia ).

 

Franz Bardon por sua vez em seu livro Magia Pratica, O caminho do Adepto nos fala sobre Deus e nos trazendo a ideia de que Deus do ponto de vista do mago é não só a divindade a qual o mago dedica toda sua veneração, sabendo que foi criado a sua imagem, e por isso seria parte dela, mas tambem porque é seu maior ideal, seu maior dever e seu objetivo mais sagrado é tornar-se uno com ela, tornar-se um homem-deus. Prossegue  afirmando que a síntese da União com  Deus consiste  em desenvolver as ideias divinas desde os patamares mais baixos até os mais elevados, até que consiga a unificação com o Universal.

 

Franz Bardon afirma que nessa ascensão, o mago iniciado é também um mistico.

Para aqueles que estudaram as filosofias orientais, como a ciencia da yoga, sabem que o misticismo é o caminho devocional, são os bhaktas yogues, os sufis, entre tantos outros que buscam a ascese pelo caminho do pilar do meio da arvore da vida, o caminho devocional, e Franz Bardon afima que o mago deve não só ser mago mas tambem mistico, ou seja, devocional, assim como Agrippa tambem sugere.

Depois de todo o exposto, sobre a definição de fé, sobre a definição de magia, os propósitos, praticas e temas abordados no estudo da magia anunciados pelos grandes mestres que estudamos atualmente fica muito claro a fundamentação do exercicio da magia como um ato de fé.

Acredito sinceramente que tais autores sejam autoridades no assunto, logo tenho fé na palavra desses autores, logo investigo, experimento e tiro minhas conclusões que ou reafirmarão ou não  a minha fé, o que influenciará no meu presente e no meu futuro.

Prossigamos nossa investigação acerca da fé como fundamento de toda magia analisando o capitulo 1 das Claviculas de Salomão .

O capitulo 1 se inicia da seguinte forma :

 

” a respeito do amor divino que deve preceder a aquisição deste conhecimento”

 

Já no inicio é afirmada uma postura devocional. e prossegue :

 

“Salomão, filho de Davi, rei de Israel, disse que o inicio de nossa Clavicula é temer a Deus,adorá-lo, honrá-lo com o coração contrito, invocá-lo para tudo que deseja empreender, e operar com imensa devoção, pois assim Deus nos guiará pelo caminho certo. Quando então desejares adquirir o conhecimento das ciencias e artes magicas é necessario que tenhas preparado a ordem das horas e dos dias, e da posição da Lua, pois sem ela nada conseguirás; mas se observares esses pontos, deves conseguir inteira e facilmente o efeito e a finalidade que desejas obter”

 

A Clavicula de Salomão, por Samuel Lidell Mathers, Editora Chave, 2015

 

Como pudemos observar no decorrer de nossas investigações, por nosso raciocínio sobre a palavra de grandes personalidades do ocultismo, dos antigos grandes praticantes da Magia, vemos que a fé está sempre fundamentando toda a prática. A fé está sempre subsidiando as praticas magicas, e isso sem levar em consideração as magias de origem africanas nem americanas que são infundidas em religiões, como praticas fundamentais da religião em si.

Concluo o presente estudo convidando os nobres pares que concluiram a leitura desse texto a lerem as obras que subsidiaram meu entendimento que expus nesse texto, onde encontraram mais inumeros exemplos que fundamentam o entendimento de que a fé é o fundamento de toda magia.

 

 

– A Clavicula de Salomão, por Samuel Lidell Mathers, editora Chave, 2015

– Magia Pratica- O Caminho do Adepto, Franz Bardon, editora Ground 2007

– Essencial da Golden Dawn, Introdução a Alta Magia, Chic Cicero e Sandra Tabhata Cicero, editora Madras, 2008

-Tres Livros de Filosofia Oculta,Henrique Cornelio Agrippa de Nettesheim, Editora Madras, 2012

– O Livro da Lei, Liber AL vel Legis ; Espaço Novo Aeon, https://www.thelema.com.br/espaco-novo-aeon/livros/al-o-livro-da-lei/

– A Biblia Sagrada, Biblia online https://www.bibliaonline.com.br/acf/hb/11/1-8


 

GOSTOU DESSE CONTEÚDO? QUER VER MAIS SOBRE ISSO OU SOBRE UM ASSUNTO DE SUA ESCOLHA? SEJA UM APOIADOR DO PORTAL E VEJA AS VANTAGENS, CLIQUE NO LINK PARA SABER MAIS

VOCÊ TAMBÉM PODE APLAUDIR ESSA MATÉRIA FAZENDO UM PIX PARA: [email protected]

O que achou da postagem?
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0

Related Articles

Responses

O seu endereço de e-mail não será publicado.