Já que estamos falando de casas mau assombradas esses dias, por que não falar dos fantasmas?

Interessante na verdade é o fato de que mais cedo eu estava tentando entender a relação do dito “ferro frio” e essa “alergia” que os fantasmas teriam a ele. Na série supernatural eles chegam a agredir fantasmas utilizando esse material, no texto desse site eles citam a utilização de uma barra de ferro sobre o túmulo para impedir o morto de sai, pregos de ferro para proteção e uma ferradura, também de ferro, em cima da porta para evitara entrada de fantasmas.

Percebemos que o ferro é a grande vedete quando o assunto é fantasmas, mas qual seria essa relação? Pois é, não encontrei em nenhum livro de ocultismo algo convincente, talvez na alquimia eu ache algo mais conclusivo mas até agora tenho apenas analogias à correntes e aos próprios pregos do caixão.

Logo me perguntei qual seria a explicação de um ponto de vista energético e não comportamental e saiu isso.

Fantasmas são seres que de alguma forma possuem menos energia do que outras entidades desse plano, porém a maioria deles (senão todos) ainda vagam por aqui, talvez por estarem de “turistas” seu nível energético vá decaindo até que cheguem no ponto de desaparecer e as aparições que vemos, normalmente translúcidas e enevoadas, sejam resultado do processo de desaparecimento.

Porém sabemos de fantasmas que duram mais tempo assombrando lugares do que podemos contar, e de onde viria toda essa energia? A resposta pode ser bem simples se analisarmos o contexto de aparição de fantasmas, a maioria dos relatos cita a diminuição da temperatura sempre que algo vá acontecer, o que os parapsicólogos aceitam é que a entidade absorve a energia ao redor dela para conseguir realizar qualquer ato, sendo a energia térmica uma delas, logo quanto maior o ato mais gelado o local ficaria.

Legal e o que o ferro frio teria a ver com isso?

Percebam que sempre é citado o termo “ferro frio”, sabemos que isso não existe, ferro é ferro e pronto ele só se torna frio porque consegue absorver o calor com mais facilidade quando o tocamos… absorver calor.

(Só essa última conclusão já serve pra se tirar uma teoria quanto ao ferro, e lembrem-se que estamos falando de calor e não de eletricidade, temos outros condutores que são melhores pra eletricidade mas péssimos pra calor.)

Em teoria esse ferro poderia atrapalhar a absorção da energia térmica pelo fantasma, e ele em grande quantidade poderia anular a ação do mesmo, obviamente tudo em teoria, e juntando com a mítica dos pregos e das correntes isso ainda apavoraria a tal entidade que por já ter sido humana teria essas memórias implantadas.

Bom, vou continuar a pesquisar e em breve tentarei encerrar esse assunto, mas opinem sobre afinal é uma teoria em construção.