Muitas pessoas tem essa curiosidade, será que nos tornamos fantasmas depois de morrer?Obviamente se eu dissesse que tenho uma resposta absoluta eu estaria mentindo, afinal eu ainda estou vivo, e como já disse em outras postagens eu não curto muito esse lance de regressão e etc.

Como se criam os fantasmas Orientais

Vou dividir a forma como se criam os fantasmas em oriente e ocidente, mas sabemos que praticamente cada cultura tem seus mitos de criação.

No Oriente, onde praticamente tudo é motivo pra criação de um fantasmas, é bem simples que alguém se torne Yūrei basta ter tido uma morte escrota, seja por forma violenta, seja de forma abrupta ou simplesmente por um acidente imbecil, como tropeçar na banheira e bater a cabeça enquanto mexia no celular, praticamente tudo no oriente (principalmente Japão) é motivo pra termos um fantasma assombrando o lugar. Porém podemos categorizar os fantasmas lá no tipo Yūrei e Yokai, sendo os primeiros apenas existências terrenas presas nesse plano, as quais pessoas simplesmente colocam oferendas e em pouco tempo elas vão embora, já no segundo caso, os Yokai, são algo mais similar a demônio e são mais agressivos e necessitando de rituais específicos para serem expulsos ou selados.

Obviamente não temos só o Japão do lado de lá, porém muito da cultura deles se repete em países asiáticos.

Como se criam fantasmas Ocidentais

Do lado de cá do mundo não chega a ser tãããão diferente assim, pessoas com mortes escrotas ainda tem bastante chance de se tornarem fantasmas, mas algumas peculiaridades podem ser levadas em consideração.

Pessoas apegadas a algo

Existem centenas e mais centenas de lendas sobre pessoas que se tornaram fantasmas simplesmente por serem muito apegadas a algo, alguém ou um lugar, vindo assombrar depois de largarem o corpo, algumas inclusive de forma agressiva impedindo que outras pessoas “tomem” a escolha da obsessão, destruindo assim relacionamentos, negócios e etc.

Pessoas lentas demais

Algumas pessoas são tão desligadas que simplesmente não percebem que morreram, e quando isso acontece continuam seguindo sua vida de forma normal como se nada tivesse acontecido, lembro-me que conheci um ocultista que dizia que jamais queria morrer dormindo porque tinha medo de simplesmente não perceber que tinha morrido e ficaria preso pra sempre no pós-mortem 😛

Mortes escrotas

Da mesma forma que os espíritos orientais, os ocidentais também podem surgir devido a mortes muito abruptas e violentas, gerando assim espíritos vingativos.

Ecos energéticos

Não são bem fantasmas, porém após uma repetição de um determinado ato durante muito tempo uma porção energética da pessoa pode permanecer fazendo aquilo por algum tempo depois que ela morre, é como um mini flashback da vida da pessoa ocorrendo em looping de vez em quando, cadeiras de balanço balançando, cheiro de cigarro ou cachimbo da pessoa, voz da pessoa cantando no chuveiro e etc… Não é exatamente um fantasma mas não podia faltar na lista.

Existem outras formas de se tornar fantasma, como maldições, lugar errado hora errada e etc, mas vai muito da crença e folclore de cada um, por conta disso deixarei pra outra matéria.

Todos somos fantasmas

Algumas crenças, como o Kardecismo, acredita que todos ao morrer se tornam fantasmas por algum período de tempo, seja para sofrer por ai seja pra evoluir para outra existência mais iluminada, a certeza é de que todos serão fantasmas em algum momento ao deixarem o corpo no pós-vida, ao menos até reencarnarem seja onde for.

E então, vou virar fantasma, Gigim?

Se eu tivesse que responder eu diria que sim, afinal a definição de fantasma hoje em dia está mais para “pessoa que já foi viva mas não tem mais um corpo físico”, ela pode assombrar ou não, pode ser translúcida ou não, pode possuir pessoas ou não… tava uma zueira danada os “direitos dos fantasmas”, então pela lógica, provavelmente sim, todos nós ao morrermos nos tornaremos um fantasma, nem que seja por um curto intervalo de tempo.

Discorda? Deixe sua opinião e incentive mais postagens sobre o assunto.