Esse tema parece “bem batido” porém dificilmente iremos encontrar esse contexto voltado para crenças religiosas. Mesmo sabendo que dons extra-sensoriais são mais abordados na parapsicologia, seu cunho é de extrema importância na religião. Bem, mas para falamos sobre este assunto primeiramente precisamos entender como funciona.

Existem diversos tipos de dons sejam eles físicos ou espirituais: quando tratam do espírito se chamam “Dons do Espirito”, diferentemente dos “Dons Extra-sensoriais” que são dons que poucas religiões trabalham (quase sempre as pagãs que o fazem).

No dicionário a palavra extra-sensorial significa “o que está fora do alcance dos órgãos dos sentidos ou dos limites da percepção normal.” Então, com essa ajuda do “Aurélio” (rs) concluímos que extra-sensorial é algo além da capacidade humana em suas limitações, ou seja, é quando o impossível se torna possível.

Muitos despertados possuem esses dons porém a maioria nem sabe de sua existência ou simplesmente os ignoram, deixando de lado algo que poderia lhes oferecer uma experiência extraordinária em sua jornada.

Os dons extra-sensoriais permitem que o corpo humano entre em sintonia quase que perfeita com a alma. Nossos cinco sentidos naturais se tornam aguçados e possibilitam experiências fantásticas (mas nem sempre agradáveis). São exemplos de dons extra-sensoriais: sentir o cheiro do humor de um indivíduo (independente do perfume que ele esteja usando, rs), ver as cores da aura de uma pessoa, tocar em alguém e ser tomado pelo mesmo sentimento, ouvir vozes de entidades, dentre outros.

Se você se identificou com esse texto ou reconheceu algum dos exemplos citados recomendo que tenha cuidado pois você está mais exposto a diversas entidades, em diversos planos espirituais. Quem possui dons extra-sensoriais precisa se dedicar ainda mais, mantendo uma rotina de estudos e de prática diários, de forma que esses dons não se tornem uma maldição.

Para entender com ponto de vista diferente, veja essa matéria como nossa colunista Soraya Maia Link

Graça e Paz. Lux

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui