Eu ultimamente andei zanzando por ai utilizando um pequeno amuleto meu e muitas pessoas perguntam o que é, pra que serve, onde eu comprei e quanto foi, então pensei em escrever um pouco sobre amuletos simples.

Amuletos simples

Amuletos são obejtos que carregam em si utilidades pre-definidas pelo seu criador, normalmente com o intuito de beneficiar a vida do mesmo, em caso contrário seria um objeto amaldiçoado. Amuletos podem ser muito complexos, dependendo de quem os faz, porém muitas pessoas conhecem amuletos mais simples, que são utilizados no dia-a-dia e não dão muito trabalho e nem chamam muito a atenção.

Como funciona esse tipo de amuleto?

Amuletos simples são canalizadores energéticos, eles simplesmente não funcionam sem que você esteja perto, porém eles podem adicionar “elementos” e “propriedades” novas à você, e isso pode ser de grande ajuda. Vamos citar como exemplo um amuleto de boa sorte, ele não vai fazer você sonhar com os números da loteria e nem fazer alguém acordar e pensar “hora de doar minha casa pra fulano”, um amuleto simples de sorte só servirá para canalizar a sua energia para o otimismo, e essa energia em si será capaz de realizar os feitos que muitos chamam de sorte, coencidência e etc, o amuleto te faz lembrar disso, assim como um selo.

Então se eu lembrar sempre não preciso de um amuleto?

A verdade é que realmente não precisaria, porém amuletos simples são utilizados por pessoas com pouca experiência na área oculta e que ainda não conseguem criar cronogramas de comportamento quando estão focadas em algo, logo ter um anel, ou um cordão ou pulseira que o faça lembrar vai ajudar e muito em não perder o foco.

Novas propriedades trazidas pelos amuletos

Alguns amuletos carregam propriedades particulares como material específico, idade, cheiro e etc, essas propriedades não pertencem ao usuário mas podem muito bem ajudá-lo nos seus problemas. Veja por exemplo aqueles pequenos pingentes que carregam gotas de perfume, sabemos que muitos vermes astrais DETESTAM cheiros que consideramos positivos, só o fato de carregar um pingente desses já daria ao usuário a propriedade de INCENSO, mesmo que ele não solte fumaça ou tenha cheiro forte.

As caracteristicas mais comuns usadas em amuletos são de minérios, ervas e restos mortais, algumas características culturais também são utilizadas, como olhos, representatividade de alguns animais ou produtos, porém essas são ligadas diretamente à cultura e convivência da pessoa.

Como “Criar o amuleto”

É onde entram perguntas que dariam um ótimo podcast… Mas aqui vou citar alguns meios e depois falamos mais disso.

Você não precisa necessariamente comprar algo para fazer um amuleto, a maioria das culturas sempre criou amuletos a partir de madeira, pedras, penas e etc, e convenhamos que esses são muito mais “puros” que os encontrados em lojas de esoterismo, porém a não ser que você não ligue muito, não dá pra andar por ai parecendo um índio e etc, então apelamos para lojas e compramos itens que podem “parecer normais”.

O problema desse tipo de item é que normalmente ele é industrializados e não tem propriedade nenhuma, sendo que o mesmo é produzido com acrílico, plástico e ligas de metal reaproveitas, ou seja, mais artificial que um lanche no MC Donald’s, e tentar vincular alguma energia a ele seria uma tarefa cansativa e sem bons resultados.

Temos também alguns apetrechos da “cultura hippie”, normalmente a galera que mora perto de praia conhece bem isso, é como uma mistura de produtos industrializados com produtos naturais, e feitos artesanalmente, ou seja, é um pouco mais leve a energia contida neles, e por realmente possuirem itens naturais eles conseguem agregar mais propriedades energéticas que os “das lojinhas”

Itens normalmente utilizados

Pedras e metais: Por suas propriedades naturais, é bem fácil encontrar listas com as principais propriedades “mágicas” de cada um.

Ossos, couro e penas:Normalmente herdadas as propriedades xamânicas de cada animal TOTEM, representação culturual das habilidades dos mesmos e etc…

Linhas, cordas, barbantes e teias: Normalmente urilizadas em trançados, redes e teias, representam barreiras, e dificuldades para a ação de entidades e espíritos, tem ligações com regras universais e ordem.

Atributos aplicados

Muitas pessoas optam por inserir runas, símbolos, escrituras e sigilos, todos esses já saem do nível mais básico e entram no intermediário e sómente devem ser aplicados caso haja a total compreensão do que está sendo aplicado para que não haja conflitos ou perda de energia desnecessária.

 

Bom, vou parar por aqui porque isso tá ficando enorme, em breve posto outra matéria falando em como “cuidar” dos amuletos.

Hasta, povo 🙂