Conexão energética

Algo que fazemos a nossa vida inteira mesmo que inconscientemente é criar laços, seja com pessoas, animais e até objetos, sempre estamos criando laços, essa habilidade de se preocupar com alguém ou algo se chama empatia, ou seja, a habilidade de se importar e sentir consequências com algo que talvez não venha a te afetar.

Ouvi falar que quando somos mais jovens temos mais células cerebrais empáticas, e por isso sentimos mais pelas pessoas e até temos vontade de imitá-las, não sei se isso é fato mas com certeza com o passar do tempo nós vamos perdendo a capacidade empática, reparem como é muito mais fácil encontrar velhos rabugentos do que senhorinhas simpáticas.

Mas essa matéria não é pra falar só de empatia, mas também para tratar de conexões energéticas, para quem não sabe muitos ocultistas criam conexões energéticas com pessoas/animais/objetos para poder controlar ou observá-lo, ou seja, é criado um vínculo único entre o magista e o alvo, isso pode ser bom ou ruim dependendo das intenções.

E por que falar de empatia se o lance é mágico? Simples, é impossível para alguém criar um vínculo energético com alguém sem que haja o menor sentimento envolvido, e reparem que o contrário acontece com muito mais facilidade, pessoas comuns sem o menor conhecimento ocultista criam vínculos hiper poderosos com pessoas simplesmente por amá-las ou odiá-las o suficiente.

Alguns exemplos comuns de vínculo energético/empático:

Mãe e filho

Irmão gêmeos

Amantes

Inimigos

Amigos íntimos (sem sacanagem)

Reparem que laços sanguíneos parecem ajudar nessa ligação energética, eu particularmente não considero isso uma ajuda, acredito que o convívio constante é que colabora pra esse resultado, pura  coincidência.

Mas para que serve o vínculo energético?

Todo vínculo possui pontos positivos e negativos, o principal ponto positivo é o da observação, você sempre saberá o estado emocional e físico do alvo vinculado, seja percebendo com facilidade ao estar próximo dele, seja sentindo o mesmo que ele estando distante, e é então que entra o ponto negativo, às vezes você acaba dividindo as dores com o alvo.

Acredito que já deu para entender como funciona o vínculo e se há ou não necessidade de fazê-lo, correto? Então vamos ao que interessa, o começo do método.

Início.

Percebemos que não podemos simplesmente olhar para alguém ou algo e simplesmente criar um vínculo, para que isso aconteça precisamos criar algum tipo de laço emocional, e para isso precisamos conhecer um pouco mais do alvo. Estudo sobre os hábitos, psiquê e história do mesmo ajudam bastante e farão com que você tenha uma melhor noção do tamanho da luva a qual está tentando enfiar a mão.

Sentimento.

Emoções podem te matar ou te tornar mais forte, um sentimento normalmente é aplicado quando se quer criar um vínculo, amor, ódio, proteção cíume, todos são bem fortes e válidos e você obrigatóriamente terá que eleger um deles para quem ou o que você pretende vincular.

Manipulação de energia

Criado todo o motivo e lado emocional com o alvo (parte empática) agora vem a sugestão energética, infelizmente quem não tem a menor noção de como manipular energia será incapaz de criar esses vínculos intencionais, somente os espontâneos.

A manipulação energética consiste em absorver, expulsar, exalar, transmutar, intensificar e diminuir a carga energética própria e de outros, e nesse caso o que será feito é uma espécie de troca de energia. Mas como assim? Ao contrário do que acontece na ligação espontânea, onde você tem empatia por alguém e esse alguém tem empatia por você, no vínculo intencional você força o subconsciente do alvo a ter algo seu dentro dele, e você obviamente usurpa algo do alvo para dentro de você, gerando assim o vínculo.

Mas hein?

Sim, o vínculo é gerado por separação energética, ao coletar um pouco da energia do alvo e mantendo-a ativa dentro de você ela responderá em sincronia com sua origem, existem estudos físicos/quânticos sobre isso inclusive, onde algo separado responde de mesma forma como se estivessem juntas, não tenho certeza se por nível molecular ou atômico, mas já tem muita gente interessada nisso.

Nós ocultistas sempre utilizamos isso de forma prática ao criar vínculos, ao coletar a impressão energética da pessoa e conseguindo mantê-la ativa dentro de nós, conseguimos perceber as alterações da matriz, perceba que ai entra ainda mais manipulação e entendimento energético, pois de nada adianta coletar energia dos outros e deixá-la dissipar ou transmutar em algo (o que pode inclusive afetar o alvo).

Se vocês pensarem na lógica básica disso é fácil entender por quê gêmeos e mão/pai e filhos tem essa ligação com mais facilidade, afinal suas energias já estiveram “juntas” um dia e fragmentos podem ter ficado para trás gerando assim o vínculo espontâneo. (namorados e amantes também criam esse vínculo praticando coisas)

Como coleto e armazeno a energia?

Métodos existem aos montes, mas como citado anteriormente você precisará conhecer bem de manipulação energética, o principal modo de coleta é com vampirismo porém temos coleta de fluídos e etc.

O armazenamento é a parte realmente complicada, afinal não é todo mundo que consegue cuidar de uma “bola” de energia sem deixa-la dissipar ou voltar para sua origem, e isso é feito através de selamento e vinculação sentimental, ou seja, você terá que “prender” essa energia em algum lugar e ativar o sentimento do alvo POR VOCÊ drenando então essa energia para o vínculo que você tem com o seu fragmento energético do alvo, complicado né? nem tanto.

Bom, explicado sobre o vínculo energético empático eu vou me despedindo, se a matéria tiver uma média boa de votos eu faço a continuação (é assim que funcionará a continuação de matérias de hoje em diante) com um passo a passo pra galera que gosta de arriscar.


GOSTOU DESSE CONTEÚDO? QUER VER MAIS SOBRE ISSO OU SOBRE UM ASSUNTO DE SUA ESCOLHA? SEJA UM APOIADOR DO PORTAL E VEJA AS VANTAGENS, CLIQUE NO LINK PARA SABER MAIS

O que achou da postagem?
+1
0
+1
0
+1
0

Related Articles

Sigilo

Por ser um tema um tanto comum eu deixei de falar sobre isso por aqui. Mas pensando melhor, acredito que pode ser útil para alguém…

Responses

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *