Muito se fala hoje em dia da independência que os ocultistas tem devido à popularização dos sistemas mágicos, encontramos todo tipo de livro publicado pra vender, pessoas dando aulas online, relatos explicações e etc, tudo isso gerou a falsa segurança em quem está começando a praticar de que os sistemas mágicos são simplesmente conjuntos de ritos a serem executados, e com isso perdemos algo muito importante para o funcionamento mágico: A Tradição

Qual é a utilidade da Tradição

A tradição é todo o contexto de onde veio determinada prática mágica, ele pode ou não ter ligação direta com o funcionamento de determinados rituais do seu meio, ou seja, para que o ritual funcione você tem mesmo que crês naquilo que determinada cultura acreditava quando aquele ritual foi elaborado.

Percebemos ai uma grane necessidade de estudo cultural do neófito ao começar seus estudos pré-práticos, pois além de ter que entender todas as nuances do sistema ritualístico, ele ainda terá que entender a cabeça de quem elaborou o ritual, e não só entender mas mergulhar de cabeça naquela crença.

A tradição católica

Ao menos na minha época a maior parte da população era católica, com isso herdamos a simpatia aos seus ritos. Quem nunca ouviu a frase “Fulano é ateu mas disse graças a Deus quando algo deu certo”? Não quer dizer que o cara esteja se convertendo, apenas mostra o reflexo cultural de ter quase toda a população sendo católica e crendo no Deus católico quando vc é o diferentão.

Percebam que com isso conseguimos entender bem o fascínio da população por anjos, demônios, céu e inferno e tudo o que deriva deles, até a aceitação em si é mais simples, onde pode diretamente ou não afetar o comportamento do indivíduo. (não vou fazer algo porque vou pro inferno)

Porém sabemos que a cada dia outras religiões vão surgindo e com elas seus novos preceitos (ou preconceitos) e não está mais tão fácil definir o que é o “normal” para a massa brasileira (talvez seja o cristianismo).

Tá então tenho que ter uma religião?

Não, repare que não cito a religião e seus dogmas e ensinamentos em si, mas o que ela acaba afetando na mente socio-cultural da população que era “vítima” dela. E é nesse reflexo que existe a necessidade do ritual.

Uma cruz só tem utilidade ritualística num local onde ela é predominantemente conhecida

Ao contrário do que alguns pensam a magia não funciona exatamente igual em todos os lugares do mundo, rituais mágicos são influenciados diretamente por reações culturais e religiosas, assim como formações geográficas e etc, ou seja, o seu infalível ritual de banimento pode simplesmente não ter utilidade nenhuma naquela sua viagem pro oriente, assim como pode parar de funcionar com a mudança do posicionamento do planeta no sistema solar.

Traduzindo: É complicado.

Vou parar por aqui, mas teremos segunda parte.