A prática da bruxaria

Olá pessoas, aqui é a Tamara da Petasum Corvus. Vamos conversar sobre prática? Conheço um monte de gente que lê sobre bruxaria há anos mas não consegue pôr em prática tudo que sabem.

Admito que quando se trata de magia, nesta fase do meu ofício de bruxa, sou meio que tradicional. Não é que eu não esteja aberta a coisas novas… Com certeza estou e estou sempre procurando algo novo para experimentar… mas também sei do que gosto e sei o que funciona para mim.

Muitas vezes me perguntam: “Qual é o feitiço que eu sei que funcionará para mim?” Bem, não sei o que funcionará para você; há muitos fatores que influenciam a magia que funciona. Das ferramentas e ingredientes que você usa, o seu nível de crença em sua magia, o quanto você realmente quer o que você está trabalhando, todas essas coisas vão fazer funcionar ou quebrar sua magia. Portanto, um feitiço que sei com certeza que funciona para mim, pode… ou não… funcionar para você.

Eu gosto de dizer que não é o feitiço, mas a bruxa que faz a magia, porque a única ferramenta necessária para uma magia bem-sucedida é você. Sim, acabei de te chamar de ferramenta. Você é uma ferramenta fundamental, inconfundível e necessária… da sua magia!

A prática em si

Existem feitiços ou rituais que você pode mudar e ajustar para trabalhar com quaisquer necessidades que você tenha em um determinado momento. Deve ser algo que você não precise pensar demais sobre e para o qual não precise passar semanas escrevendo, planejando ou reunindo suprimentos. Deve ser algo com o qual você se sinta confiante, algo com o qual você possa acordar naquela manhã sabendo o que precisa usar e, antes do final do dia, ter um feitiço concluído com confiança (ou pelo menos no processo, se você gosta de trabalhos complexos). Pense nesses feitiços como “coringas na magia”, por assim dizer.

Vou compartilhar com você meu método, mas também gostaria de lhe dar algumas ideias de como você pode trabalhar para encontrar seu próprio método, já que o meu pode não ser o certo para você.

1. Que tipo magia você ama?
Isso é importante, você tem que fazer o que ama. Fazer magia que você não gosta ou não se sente confortável, seja por causa de algo energético, espiritual ou simplesmente porque você não gosta de fazer os atos físicos necessários, nunca funcionará para você. Mesmo que você possa ouvir os outros falarem sobre o quão poderoso é o sangue na magia, se você fica muito assustado com a ideia de fazer qualquer coisa com sangue, não vai ser a magia para você. Portanto, comece com o que você gosta de fazer, não importa qual seja o julgamento externo de alguém.

2. Quanto e que tipo de esforço você gosta de colocar em sua magia?
Isso pode soar um pouco estranho, então deixe-me explicar. Quando digo “quanto esforço”, estou falando mais sobre quanto tempo você deseja gastar trabalhando em um feitiço. Algumas pessoas acham que quanto mais tempo têm para trabalhar em algo, seja gastando horas de uma só vez ou trabalhando por um período de dias, elas aproveitam mais a experiência e obtêm melhores resultados. Outras pessoas descobrirão que rajadas curtas e intensas de energia altamente focada funcionam melhor para elas. E com o “tipo de esforço”, estamos falando sobre as ações que você vai tomar. Você prefere passar horas em meditação ou horas elaborando a mistura perfeita de óleo e incenso feita à mão para usar em seu feitiço?

3. Quais ferramentas você costuma ter em mãos ou pode obter rapidamente em pouco tempo?
Isso é algo que eu acho que as bruxas mais novas com quem trabalho ficam realmente presas. Você pode encontrar um feitiço de grande sonoridade que requer um tipo específico de erva ou vela, você acha que será ótimo em um feitiço que deseja fazer, mas a única maneira é. Isso significa que você possivelmente terá que esperar algumas semanas ou até mais para obter seus suprimentos. Obviamente, não é o ideal, mas se você deseja que ele faça parte de sua escolha, basta estocá-lo e tê-lo à mão. Portanto, comece com o geral, o que você mantém à mão ou pode obter facilmente.

Essas três coisas são de fato o núcleo de descobrir sua magia preferida. Lembre-se de que a chave é que isso seja algo que você possa usar para qualquer coisa. Você deseja ter uma estrutura básica na qual possa conectar os detalhes, como ervas, cores de velas e, mais importante, sua intenção.

continua na parte 2


O DEBATE CONTINUA NO GRUPO DO WHATSAPP E NO DISCORD

GOSTOU DESSE CONTEÚDO? QUER VER MAIS SOBRE ISSO OU SOBRE UM ASSUNTO DE SUA ESCOLHA? SEJA UM APOIADOR DO PORTAL E VEJA AS VANTAGENS, CLIQUE NO LINK PARA SABER MAIS

VOCÊ TAMBÉM PODE APLAUDIR ESSA MATÉRIA FAZENDO UM PIX PARA: IMPERIUMFORTUNA@GMAIL.COM

O que achou da postagem?
+1
1
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0

Related Articles

Responses

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *