A barba é um item exclusivo para nós homens (aleluia) e muitos de nós ocultistas cultivam orgulhosamente longas barbas, algumas vezes dando-lhe um ar de sabedoria e e responsabilidade, em outros casos temos aparência de desleixo e sujeira, vai variar muito de cada um mas vamos tentar entender como isso funciona.

Do âmbito social quando falamos de barba temos esses dois tipos citados acima, a barba bem cuidada, limpa e aparada e a barba “só deixou crescer”, a primeira citada é normalmente encontrada em senhores de idade, ou seja homens que passam a imagem de ter vivido muito e o que se espera deles é que ao menos experiência de vida tenham, no melhor dos casos sabedoria por ter estudado uma vida inteira, o qual seria o caso de um velho ocultista barbudo, porém temos também jovens que cultivam barbas, a nova moda hipster e seu estilo PTista Los Hermanos de fundo de quintal tentando lembrar o Brasil de sua época de militância e piquetes fez muitos jovens, em sua maioria universitários, cultivarem longas barbas, o que lhes dava um visual de trabalhadores braçais devido à curta idade.

Temos também o visual desleixado, em maioria herdado da cultura rastafári onde na verdade por ser consumidor de maconha o jovem acredita ser adepto de tal cultura, ignorando obviamente todos os outros aspectos dela, nesse caso não só a barba como todo o resto na aparência do barbudo é desleixado, apesar de viver na cidade e ter que cumprir todas as normas sociais a tentativa de ser um rastafári que mora numa selva ainda existe.

Percebemos então que no âmbito social a barba é uma faca de dois gumes, ela pode tanto ter significado político quanto ser um belo adorno e por fim algo que lhe fará ser um excluído social, em todo caso a barba tem um forte impacto em como as pessoas lhe tratarão onde você vive (estou usando como exemplo o Brasil) e todo ocultista deve pensar várias vezes antes de aplicar qualquer ostentação mágica em cima de tal adorno, afinal “Tá na cara, né?”.

Entramos na visão religiosa da coisa, não conseguimos pensar em barba sem que nos venha à mente os Judeus e os Muçulmanos, os primeiros são os mais complexos de se entender, alguns mantém barba, outros aparam, alguns ostentam até cachinhos eu suas costeletas, porém apenas os mais tradicionalistas, o motivo é simples a lâmina encostada no pescoço, isso seria um sinal de ofensa/perigo ao seu lindo corpinho dado por deus, devido a isso encontraremos alguns Judeus barbudos porém com suas barbas aparadas com tesouras pois nesse caso temos a lâmina encontrando outra lâmina e não sua preciosa pele (e talvez porque o risco de se matar ou ferir fazendo isso seja nulo), existe também uma tradição antiga onde o judeu corta a barba quando de luto porém li esses dias que o que ocorre agora é o contrário, durante o luto ele é proibido de aparar ou fazer qualquer coisa com sua barba, lembrando que luto judeu é de 30 dias.

No islã e suas centenas de ramificações temos nosso amigo Maomé mandando ver dizendo que os bigodes devem ser aparados a barba não, dai a mistura interessante de barbas longas sem bigode algum, no caso dos mais radicais, porém outros acreditam que “aparar” seria apenas cortar as pontas e não raspá-lo, logo bigodes curtos e barbas longas. Os Sikhs vão além, não só ostentam grandes barbas e bigodes como também não cortam os cabelos pois pras bandas de lá tanto barba quanto cabelo grande são sinais de sabedoria, respeito e dignidade, e sabemos que alguém que não tem honra por lá sofre das piores formas as consequências.

Vamos falar um pouco dos rastafári nesse que deve ser o mais tendencioso dos meus parágrafos, sabemos que essa religião/culto Jamaicano prega uma vida natural em respeito à Jah, logo os grandes sacerdotes vivem no meio da selva tendo como seu maior bem os recursos naturais ao seu redor, o que obviamente não inclui tesoura e barbeador, logo esses sacerdotes carregam longas barbas e cabelos no estilo “dread” muitas vezes sem muito zelo, porém é o máximo que a floresta oferece pra esse cara.

Por fim temos os hindus, que em algumas ramificações (eles tem muitas) os pelos são totalmente raspados, não só os da barba como do corpo inteiro, porém como sabemos que o que mais rola é ramificação hindu não é difícil encontrar um barbudo ou cabeludo se dizendo hindu.

Continua.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui