Muitas pessoas que praticam ou estudam ocultismo sofrem de pesado preconceito vindo de pessoas que seguem religiões “normais” ou condutas mais simplórias no âmbito social, ou seja, a maioria dos ocultistas é tido como um cara esquisito e até mesmo desagradável.

Quem nunca ouviu a pergunta “Qual a sua religião?” e ficava receoso em que resposta dar? Ou simplesmente respondia com um “eu não sou religioso” ou “minha religião é Deus” e etc… Todas essas respostinhas são fruto da marginalização e exclusão que os ocultistas têm sofrido no decorrer dos anos, o que infelizmente não é culpa somente da sociedade mas também de uma boa parcela de “ocultistas” que acreditam que quanto mais trevoso melhor e usam o ocultismo como desculpa para se fantasiar ou justificar seu comportamento retardado.

Mas nesse post irei citar apenas 5 coisas que nós ocultistas normalmente ouvimos com frequência por ai, vamos lá.

Você fez pacto com o Diabo?

Essa é uma das mais clássicas, obviamente se você não é religioso é porque o Diabo lhe tocou, e você não perdeu a chance e firmou um pacto com o capiroto. “Você faz pacto com o diabo?” é a pergunta que a pessoa faz pra saber se deve ou não se afastar de você, normalmente feita esperando que você responda com um NÃO, mas vão por mim, às vezes é muito mais divertido mandar um sonoro SIM só pra ver a reação das pessoas ao saber que tão do lado de um endemoniado.

Você é maçom?

Hoje em dia ser maçom e ter pacto com o diabo soa igualzinho, e obviamente quem te pergunta isso é pra certificar o seu envolvimento com com o senhor das trevas. Normalmente quem pergunta se você é maçom são os evangélicos, esses que tem lido material demais sobre teoria da conspiração e DVDS do “prepare-se” e sabem mais da maçonaria que os próprios maçons, e por isso obviamente tem o poder de identificar se você está ou não mentindo quando responder a essa pergunta.

Abraçar árvores.

Uma prática bastante difundida quando a Wicca se popularizou no Brasil, se você era wicca com certeza você já abraçou, beijou ou bolinou uma árvore, o que apesar de inocente é uma prática bem mal vistas pelas pessoas ditas normais, na verdade isso é meio panaca até no meio ocultista, não pela prática em si, mas pelo motivo com a qual é praticada, que seria demonstrar o amor à mãe Gaia, ignorante totalmente se árvores estão ou não afim de ser abraçadas.

Se vestir de preto.

Essa eu sinto na pele com frequência. Se você anda todo de preto pode ter certeza que em algum momento vão achar que você tá fazendo alguma coisa errada, ou você é maçon, ou tem pacto com o diabo ou come criancinhas, obviamente isso teria que influenciar na cor da sua roupa e você começa a vestir preto não simplesmente por gostar da cor, mas por motivos ocultos os quais você não pode revelar.

Sacrifícios de animais, criancinhas e etc…

Essa é maravilhosa, candango chega pra você e pergunta “vocês matam criancinhas?”, obviamente que você vai responder SIM MATAMOS, FRITAMOS E DEPOIS FORNICAMOS COM ELAS, eu sinceramente não entendo certas pessoas, eles esperam mesmo que alguém fosse confirmar algo doentio assim? Animais até desce porque a maioria das religiões menos conhecidas fazem sacrifícios de animais, mas criancinhas? pelo amor de deus, se ainda fossem virgens daria pra fazer piadinhas em cima, mas nego apela pra forma mais tribal e condenável de sacrifício, e pior é imaginar que a maioria que faz essa pergunta é amante d bíblia, livrinho cheio de criancinhas morrendo em nome de deus.