Mito nº 1: A Cabalá é uma religião.

Fato: Cabalá é uma ciência – a física de toda a realidade. É uma ciência que revela a realidade abrangente que está normalmente oculta aos nossos 5 sentidos.

Mito nº 2: A Cabalá está relacionada a pulseirinhas vermelhas e água santa.

Fato: Não existe conexão. Pulseirinhas vermelhas, água santa e outros produtos são invenções comerciais lucrativas criadas nas ultimas duas décadas.

Mito nº 3: A Cabalá está reservada para uma minoria de pessoas e apenas os homens com mais de 40 anos podem estudá-la.

Fato: Durante o exílio, a Cabalá era estudada apenas por alguns indivíduos. No entanto, desde os tempos do Ari (século XVI), a Cabalá está disponível para todos.

Mito nº 4: A Cabalá lida com magia.

Fato: A Cabalá não lida com magia, nem com qualuqer tipo de poderes sobrenaturais. Ela é, na verdade, uma investigação pragmática da realidade.

Mito nº 5: A Cabalá é uma seita.

Fato: A Cabalá é uma sabedoria e uma ciência aberta para qualquer pessoa, sem restrições.

Mito nº 6: A Cabalá está relacionada à uma tendência “New Age” e é uma tendência – algo que passará.

Fato: A Cabalá é a sabedoria mais antiga da humanidade. Suas origens datam de aproximadamente 5000 anos atrás.

Mito nº 7: A Cabalá está relacionada a cartas de tarô, astrologia e numerologia.

Fato: Cartas de tarô, astrologia e numerologia foram erroneamente associadas à Cabalá.

Mito nº 8: Existem amuletos na Cabalá.

Fato: No nosso mundo, não existem objetos físicos que possuam conteúdo espiritual. Os amuletos apenas ajudam as pessoas como um apoio psicológico.

Mito nº 9: A Cabalá envolve meditação.

Fato: A Cabalá não envolve meditação. A meditação foi associada à Cabalá nos últimos anos por não-cabalistas.

Mito nº 10: Deve-se estudar a Torá e o Talmud antes de começar a estudar a Cabalá.

Fato: Sem a Cabalá, não se pode entender o significado espiritual desses textos e a pessoa é levada a crer que êles se referem a eventos ações físicas.